quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

PIROPO FINAL | Nunca fui de piropos. Não por timidez, mas porque acho a "atitude" foleira a olho. Uma parolice. Coisa ignóbil e bem triste. Há maneiras mais eficazes de revelar apreço e vontade de estar com quem se galanteia. Requerem outro humor? Mais habilidade? Talvez. Mas alguém aqui acha que a facilidade e a piada agressivamente rasca têm pinta ou requinte? O debate que para aí houve serviu para percebermos diferenças de atitudes perante a tropelia. O que a lei traz não combate nada inofensivo. Pelo menos estabelece regras de civilização e previne comportamentos pouco recomendáveis. Nada mau. Há quem só perceba as coisas muito bem explicadinhas. Há quem só ande bem a toque de caixa.
facebook

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Marcelo considera "um escândalo" campanhas de centenas de milhares de euros

O ANJO FARRONCAS | Há quem ache este discurso de um enlevo sem par. Há quem ache que a democracia é uma mercearia de bairro. Este homem, que sempre foi pago para fazer a campanha pessoal que agora o propõe para Belém, fala como se fosse o mais angelical dos ajustadores. Há quem ache que é assim que se deve ser. É quem isso acha que o vai tentar colocar no trono presidencial. Sim, que ele é mais realeza. Se calhar é por isso que o querem em Belém. Parece que as revistas de olhar e deitar fora não o largam. As televisões e os jornais de estalo e ocasião também não. Aquilo vai ser cá um negócio...
Fonte JN
facebook

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

O VAIVÉM | Há quem já tenha saudades. Há quem o queira ver pelas costas. Lá dentro do partido vai haver reboliço. E cá fora já anda tudo a adivinhar quem virá a seguir. Eu, que não tenho nada a ver com a vida dos outros e não quero saber de quem vem a seguir para nada, vou esperar que o vidente Mendes revele o segredo no próximo domingo. Só por curiosidade, mais nada.
facebook
HOMENAGEM | Ellsworth Kelly - 1923-2015.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

ELLSWORTH KELLY | Morreu um grande artista. Fica a imensa obra. Muito obrigado, senhor Ellsworth Kelly.
facebook

domingo, 27 de dezembro de 2015

O SANTO PADROEIRO | Agora é contra os cortes. O governo da associação de malfeitores de que faz parte cortou como se não houvesse amanhã, mas ele agora acha que se devem "exigir mais meios" para a saúde. Ele, o amigo de banqueiros e outros matreiros que advertem constantemente para o excesso de Estado, é contra o que for preciso e é a favor de tudo o que o favorecer no retrato. As sondagens já o elegeram. Depois de um songamonga inclassificável, alinha-se um tresloucado sem classificação. Parece que o povo português escolhe os presidentes a partir das leituras cor-de-rosa — aquelas revistas que nem para embrulhar castanhas servem. Relembro as sábias e tão actuais palavras de Torga: "Que povo este! Fazem-lhe tudo, tiram-lhe tudo, negam-lhe tudo, e continua a ajoelhar-se quando passa a procissão.”
facebook

sábado, 26 de dezembro de 2015

URGÊNCIAS POUCO URGENTES | David Duarte morreu por falta de assistência. Aneurisma sem tratamento. O caso despertou-nos para a situação. Ao fim-de-semana as equipas médicas escasseiam. Conflitos com pagamentos de horas extraordinárias ditam o atropelo. Soube-se hoje que o super-ministro da saúde, o inefável Paulo Macedo, foi alertado há três anos. Parece que o elogiado ajustador económico borrifava-se nas pessoas, tal como todos os seus colegas de governo. Era preciso poupar. Poupar vidas? Não, o que interessa é ter cofres cheios. O Bloco de Esquerda chegou a denunciar a situação. Percebe-se também agora que muitos outros casos existiram. David Duarte foi mais mediático. Mais uma vez percebemos que fomos governados por bandidos insensíveis. Gente do pior. Estes meliantes não podem voltar a dominar as nossas vidas.
facebook

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

UM DIA NÃO SÃO DIAS | Para não dizerem que não postei gatinhos.
facebook

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

O Presidente da República considera que Carlos Costa é um dos poucos portugueses com a capacidade para ser governador do Banco de Portugal.

POUCOS SÃO COMO ALGUNS | Apesar do Presidente em funções, boas festas, para quem acredita que o natal é redentor. E festivos dias também para os outros, como eu. Todos temos direito à existência. E às festas.
facebook

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

12 ANOS | Em 2016 fazemos 12 anos. Vamos mudar. Para melhor, é claro. Vamos refrescar métodos e acrescentar serviços. Em fevereiro há festa. Mas as comemorações vão durar todo o ano. Trabalhando. Um bom ano de 2016 para todos.
facebook
LIXO DEBAIXO DO TAPETE | Já todos percebemos que o anterior governo e o ainda Presidente andaram a esconder graves atropelos financeiros. A promessa de saída limpa deu em grande porcaria. Prometiam saúde onde só havia doença. Opiniões insuspeitas sugerem que os ex-governantes não se aproximem do poder nunca mais. É pedir muito. A vergonha ficou debaixo do tapete. Fomos governados por bandidos. Já não há dúvidas. Agora está aí um grande berbicacho para resolver. 
facebook

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

SEM APELO NEM AGRAVO | Estes "cientistas económicos" estão a atirar países e pessoas para o abismo. Não são eleitos. São escolhidos por eleitos com interesses e ideologias que pouco se preocupam com as vidas das pessoas. Com os bolsos dos outros podem eles bem. Que se lixem as vidas e os países. Depois assumem aquilo que outros defendem desde sempre. Mas sempre que se falava em reestruturação da dívida puxavam da pistola. Eu não os queria nem para contabilistas da minha microscópica empresa. Mas esta gente faz a contabilidade do mundo. E fica tudo assim: sem crime ou castigo. 
Fonte Público
facebook

sábado, 19 de dezembro de 2015

BILHETE POSTAL | Ousem ser felizes. Com as coisas esplendorosamente simples. Quem não o merece?
facebook

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015


Putin é fã de Trump: “Ele é brilhante e muito talentoso”

OLHA OUTRO | Percebido. Esta praga sinistra alastra e chega ao topo. Gente perigosa a quem entregam poder são um insulto à inteligência das pessoas. E à sua dignidade, precisamente porque têm poder. O poder é um recinto cada vez mais mal frequentado.
Fonte Expresso
facebook
CONTRA O RACISMO | A próxima sexta-feira comemora o Dia Internacional do Migrante e o Dia da Acção Global Contra o Racismo. E nós vamos comemorar na Casa Da Cultura | Setúbal. O racismo anda aí. Exibe-se e manifesta-se. Envergonha-nos. Cabe-nos denunciar e combater tamanhas demonstrações de imbecilidade. Apareçam por cá.
facebook

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

MURROS CONVENIENTES | Um jovem deu-lhe nos cornos. O rapaz por acaso até é familiar da mulher do líder do PP. Nada de apresentar queixa contra o menino. Pudera, aquilo deu cá um jeitão...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

OPERÁRIO EM CONSTRUÇÃO | Um operário é proposto para o Conselho de Estado e isso é notícia precisamente por ser um operário a ocupar a cadeira. Claro que Domingos Abrantes é operário, mas vai para o lugar porque tem uma vida que é muito mais do que estar na fábrica. O doutor Dias Loureiro também não esteve lá por ser doutor. Foi para ali convocado por ser um empresário de excelência, como muito bem referiu Passos Coelho. Prefiro o operário: tem uma história por trás que o identifica com os valores de resistência à ditadura. O doutor Loureiro sempre esteve mais preocupado com os valores da sua conta bancária pessoal. 
Fonte DN
facebook

sábado, 12 de dezembro de 2015

AGORA VOU DAQUI PARA ALI | Perceber que este homem vai ser Presidente assim como quem vai ali beber um café, provoca-me uma esdrúxula vontade de ir daqui para fora. Como é isto possível? 
Mas haverá assim tanta gente que não se lembra das falhas de carácter, das leviandades opinativas, das oportunidades prazenteiras com os donos disto tudo, das faltas de tino? 
Será uma maioritária —democrática, portanto — falha de juízo? Ou será que é por ser assim a direita, sem exigências nem trambelho?
Fonte Expresso
facebook

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

ORGULHO E COZIDO À PORTUGUESA | Estou que nem posso. Que satisfação. Os comensais lá da tasca devem estar a rebentar de orgulho. Rebentem.
Fonte JN
facebook

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

OS BRONCOSNão conhecem o mundo que os rodeia. Não têm mundo. Vivem numa bolha rodeados de gente em permanentes acenos de "sim" com a cabeça. Compram tudo — coisas, pessoas, coisas. Não ouvem um não. Todos os que cirandam por ali acham-lhes graça. E eles acham-se o máximo. Podem dizer tudo, fazer tudo, e ainda lhes sobram fundos. Despedem e os despedidos fingem gostar. É tão bom ser despedido pelo patrão poderoso. Dizem barbaridades e uns bárbaros aplaudem. Nunca perceberão que são umas bestas quadradas. A estupidez não lhes permite esse entendimento. Este cretino nunca chegará a saber que exibe uma figura ridícula. Agora quer acabar com a violência, e com os muçulmanos, e com os mexicanos, e acha que isso passa por acabar — isto é mesmo a sério — com a internet. Diz, sem se rir, que vai falar com Bill Gates para resolver o assunto. Pois é, o homem ainda não está internado. Pretende ser Presidente dos Estados Unidos da América. Um perigo. É que há gente para tudo. Até para votar neste imbecil.
facebook

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

MUITO LÁ DE CASA | Da entrevista que às SICs destaco o anúncio do novo conceito de campanha. O candidato da imagem não vai ter imagens em cartazes e outdoors. Apresenta esta ideia como algo novo. Diferente. Quase revolucionário. Os outros candidatos que apresentem as escusadas despesas e assumam esse desperdício. O homem anda em campanha há um ror de anos? Televisões e revistas de embrulhar castanhas não o largam? E então, não está a tempo de arrepiar caminho? Não é bem vindo este asseio? Ah, é verdade: o senhor é muito amigo do ex-dono disto tudo mas não mistura as coisas. E é militante do PPD/PSD mas isso agora não interessa nada. Temos que ser o que for preciso. Pois. Ah, e também é católico, muito católico, o céu está com ele. Que mais poderemos querer de um Presidente?
facebook

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

DAS COISAS NASCEM COISAS | E as coisas mudam.
Fonte Económico
facebook
SOBRINHO SIMÕES | Mais uma distinção para juntar a outros reconhecimentos. Quem trabalha bem faz sempre por trabalhar melhor. Que exerça a sua influência por muito tempo, professor. 
Bem haja.
Fonte Notícias Universidade do Porto
facebook
O ETERNO RETORNO | Há uns tempos que já lá vão ninguém imaginaria uma coisa destas. Mas mais recentemente começou-se a temer este desfecho. A intolerância domina no território da fraternidade. Já em tempos existiu uma frente contra esta ameaça. Agora é urgente que se repita essa unidade. Se o sorriso desta mulher se transforma em gargalhada a coisa fica assustadora. Andámos a brincar com o fogo tempo de mais. Deu nisto. O mundo está a ficar um território excessivamente perigoso.
Fonte Expresso
facebook

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

MUITO CÁ DE CASA | Mariana Mortágua e Jorge Costa vão estar na Casa Da Cultura | Setúbal, na próxima sexta-feira, dia 4. Falaremos de Privataria, o livro desta dupla de protagonistas directos nas recentes transformações políticas que por cá estão a acontecer. A iniciativa insere-se nos já habituais encontros Muito cá de casa. Imperdível. Convidados.
facebook

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015


RI-TE, RI-TE | Parece que esta criatura se partiu a rir, ontem na Assembleia da República. O que fazem os nervos. Aquilo passa. 
facebook
PROGRAMA DO GOVERNO | Percebeu-se que há uma nova fornada de totós lançados pela ex-maioria. Sucedem-se os bétinhos em intervenções frustes defensoras de cortes e atropelos. Houve um que até apontou o erro do aumento do consumo: fortalece a Alemanha. Notável. Outro acusou Centeno de não prever cortes. Continuemos a cortar. Continuemos a privar as pessoas de viver. Não há paciência. Não há vontade de ter paciência para esta gente. A democracia não pode permitir tudo. Puta que os pariu.
facebook

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

É A POLÍTICA "A desigualdade é uma escolha. Não uma escolha que os pobres fazem, mas uma escolha política. É um resultado das medidas que são tomadas", disse Joseph Stiglitz. 
Este senhor acha que é a política que deve mudar. Será mais um perigoso aliada de governos de esquerda? Foi há bocadinho, na Gulbenkian. Eu estava lá. Ouvi bem. E esta notícia não me deixa mentir. Fonte JN
facebook
PROGRAMAS, ESTRATÉGIAS E REJEIÇÕES | Políticos e comentadores de direita — os profissionais e os do trombasbook — andam acossados. Insuportáveis. Sem graça. Foleiros a olho. Quem quiser que os ature. A mim, isto até me diverte. E muito. A vossa irritação é música para os meus tímpanos.
facebook

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

PORTUGAL À RÉ | Existiu no país Portugal uma empresa política que tentou de todas as maneiras acabar com a classe média. A ideia era ficarem os ricos muito ricos, e os pobres muito pobres e muito agradecidos por os ricos muito ricos lhes darem umas côdeas. Os pobres muito pobres de pobres muito pobres não passaram. E tentaram convencê-los de que daqui a um bocadinho teriam mais umas côdeas, apesar de nunca poderem ter mais do que isso. Nada de vivermos acima das côdeas distribuídas. A empresa política — PàF — contou com a boa vontade dos pobretes mas alegretes. Depois de muitas contas feitas chegaram à conclusão que tinham os cofres cheios e que podiam continuar a encher os dos seus apoiantes de peso. Os empresários de confiança tentaram tomar conta de tudo. As privatizações foram negociadas numa espalhafatosa feira da ladra neoliberal. A esquerda "frentista" (como gostam os arautos do tempo volta para trás de referir), percebeu que tinha que fazer alguma coisa para travar o regabofe. Uniu-se. Os partidos que a compõem vão negociar os casos mais bicudos. E então? Era melhor a arrogância do ajustamento custe o que custar? A direita do empobrecimento foi para a oposição. Não se sabe se vai continuar bicéfala. Faz sentido? Não. A PàF não pifou?
facebook
ATÉ JÁ.
+