segunda-feira, 31 de março de 2014

ASSESSORIAS & CONSULTORIAS E.P. | O Estado gastou e andou. O Estado não sabe fazer as coisas sozinho. Tem sempre que ir pedir conselhos a uns senhores lá de fora. Até a competência e a inteligência são importadas. Nós temos a responsabilidade do crescimento económico. Mas eles nem sabem gerir a possibilidade desse crescimento. Simplórios.
Notícia ionline
facebook

domingo, 30 de março de 2014

O FALA-BARATO | O homem não pára de dizer coisas sem tento. As inanidades que profere denunciam o desespero que vive. Só mesmo em histórias da carochinha é que este fala-barato ganharia as eleições que se aproximam. Ora, a gente não acredita em histórias da carochinha, pois não? Ele também não.
facebook

sexta-feira, 28 de março de 2014

ENTREVISTA COM O VAMPIRO | Durão Barroso deu uma entrevista a Ricardo Costa. Entre muitas banalidades e declarações egocêntricas falou do chamado manifesto dos 70. O presidente da Comissão Europeia diz que aquilo está tudo muito bem só é pena propor a reestruturação da dívida. Mas então se não fosse para isso para que é que servia aquilo? Que outro motivo convocaria aquele texto? Percebe-se a razão que levou este outrora primeiro-ministro a fugir para o conforto das alcatifas europeias. Exportámos para a alta Europa um político que nos faz rebolar de orgulho, não haja dúvida. Somos especialistas em fabricar verbos de encher. A Europa está cheia deles. De todas as cores e feitios. 
facebook
E ELES PIMBA | Afinal vão haver cortes nas pensões ou não? Anda tudo num reboliço. Até Cavaco Silva já disse que o Presidente da República não tem nada que acreditar em rumores. Quem será o Presidente da República? Ah, ok, é ele, o professor Cavaco em versão Marco Paulo. 
facebook
HISTÓRIA | O historiador João Madeira escreveu uma História do PCP. AsEdições tinta-da-china editaram. Vai ser apresentada na Culsete pelo historiador Albérico Afonso Costa. A iniciativa dá início a uma nova parceria entre a livraria e a DDLX. É já amanhã. Apareçam.
facebook

quinta-feira, 27 de março de 2014


DOUTOR ESTRANHOAMOR | O "professor Doutor de Coimbra, meu deus!", não vai ser candidato ao Parlamento Europeu. Uma boa notícia para todos. O professor fica livre de andar a fingir um bocadinho que é de esquerda. E fica também livre para se inscrever no PPD/PSD. E nós ficamos livres dele. Porreiro para todos, pois.
facebook
A BEM DA NAÇÃO | Teodora Cardoso, a ilustre presidente de um conselho qualquer de finanças públicas apostado em lixar a vida a pensionistas e funcionários públicos, resolveu propor aos rapazes do PPD/PSD a aplicação de um imposto que poderia sacar mais umas massas aos idosos que levantam dinheiro nos bancos. Um dia destes ainda alguém propõe que o pessoal seja pago em géneros. O governo fazia um acordo com as marcas e a malta recebia em sumóis, danones, produtos pingo doce e continente e assim. Não saía dinheiro dos cofres do Estado e a maralha sempre comia qualquer coisinha, enquanto os grandes empresários desenvolviam a sua economia. Isso é que era uma grande revolução neoliberal. Pensem nisso, mas não digam nada ao Tribunal Constitucional. Aqueles juízes são uns chatos.
facebook

quarta-feira, 26 de março de 2014

ESTE CARRO PODE SER SEU | O sorteio vai começar. O governo do país Portugal resolveu premiar os seus cidadãos cumpridores. Basta exigir factura em qualquer acto de compra. Há muitos carros como o da fotografia para oferecer. O Estado português vai gastar uma pipa de massa para cumprir esta parolada. Somos governados por bandidos encartados que nunca deixarão de ser basbaques. Já não têm emenda.
facebook

segunda-feira, 24 de março de 2014

O MUNDO ÀS AVESSAS | A extrema-direita europeia navega de vento em popa. A onda corre de feição à filha do antigo timoneiro da secção francesa. Há já muitos lugares onde nazis, fascistas e outros trogloditas são escolhidos para o leme. Lugares onde outrora foi a esquerda popular a marcar. O povo já não é de esquerda. Já não atribui à esquerda a libertação e a transformação. A esquerda passou a usar a mesma marca de camisas da direita. Os donos da esquerda que ganha eleições passaram a comprar as gravatas na mesma loja do centro comercial exclusivo. Assumiram atitudes de gosto bastante duvidoso. A extrema-direita tirou a gravata, arregaçou as mangas e conseguiu convencer o povo das suas "generosas" pretensões. Agora temos aqui um caso sério. E se não nos pomos a pau estamos mesmo tramados. A democracia pode pôr em perigo a democracia. O mundo anda às avessas. E arrisca-se a ser um sítio mal frequentado e perigoso. Medo.
facebook

domingo, 23 de março de 2014


sexta-feira, 21 de março de 2014


quinta-feira, 20 de março de 2014

ESSA GENTE NÃO TEM JUÍZO | Bem pode o senhor Passos de São Bento desprezar "essa gente" que defende a renegociação de uma dívida insustentável. Passos não discute o assunto. É contra a "realidade", diz. Mas agora é "essa gente" lá de fora que diz coisas contra a realidade de Passos. O primeiro-ministro de Portugal tenta convencer-nos que a realidade é o que se passa no palacete de São Bento e nos salões das negociações com a troika. Há realidades que o homem não entende. Ou não quer entender.
Notícia Público
facebook
DA PORNOGRAFIA E DA POLÍTICA | A Frente Nacional de Marine Le Pen tem a candidata ideal. Uma actriz pornográfica quer conquistar uma cidade francesa nas próximas eleições regionais. Faz sentido. Um partido verdadeiramente pornográfico deve ser representado a preceito. Veremos se há muitos consumidores da actividade cinematográfica na pequena cidade mediterrânica.
Notícia DN
facebook

quarta-feira, 19 de março de 2014

COMUNICAÇÃO AO PAÍS | Cavaco Silva fez discurso. Vá lá: acha que o país Portugal não pode ser desligado do continente europeu. Será que ainda vai chegar à conclusão que esta crise criada pelos bancos internacionais só tem solução nessa relação com a Europa? Pelo menos já fala na Europa como peça fundamental para o crescimento económico nacional. Mas nada de entusiasmos. Quando permitiu a destruição de pescas e agricultura nacionais também foi tendo em conta esse desenvolvimento económico. Tudo como dantes, quartel-general em Abrantes.
facebook

terça-feira, 18 de março de 2014

MEDEIROS FERREIRA | Eu gostava de Medeiros Ferreira. Conversámos duas ou três vezes sobre blogues, no tempo em que essa ferramenta comunicacional despontava. Era por essa via que se expressava com entusiasmo e lucidez. Uma das vezes perguntou-me se o meu nome tinha alguma coisa a ver com o do militar do Estado Novo. Descansei-o. Agora morreu. Morreu mais um português com voz própria. Um homem com lucidez e inteligência que muito fez pelo debate das ideias. Muito obrigado, José Medeiros Ferreira.
Notícia Público
facebook

segunda-feira, 17 de março de 2014

O QUE NOS ACONCHEGA | Estou a ver um programa novo na RTP1. Chama-se O Que Une os Portugueses. Provavelmente vem render o Prós e Contras. Aquilo é bestial. Não estou de acordo com rigorosamente nada nem com ninguém. Mas é que não estou mesmo. Se calhar não sou português.
facebook
GRANDEAlberto João Jardim vai formar novo partido. Já não cabe no partido que o aturou durante um ror de tempo. Nem cabe na ilha. Nem cabe no país que olha para o lado quando ele diz o que diz e faz o que faz. Nem no mundo. Este homem não cabe em lado nenhum. 
É enorme.
facebook

domingo, 16 de março de 2014


sábado, 15 de março de 2014

FAMÍLIA DESAVINDA | Teresa Caeiro queria mas não podia. O líder da bancada do partido do lado quis e pôde. O que se passou no parlamento foi uma vergonha. Uma hipócrita palhaçada. Esta gente faz da casa da democracia a cozinha do seu apartamento. Os cozinhados são manhosos e mal cheirosos. A vida das pessoas que dizem representar passa~lhes ao lado. A direita está-se borrifando para a vida das pessoas. A direita é hipócrita, manhosa e malcheirosa. O aroma da solidariedade não lhe assenta bem na pele. Nunca. 
Notícia Expresso
facebook

sexta-feira, 14 de março de 2014

O RISO AMARELO DE JOSÉ DE LEMOS | Há por aí quem ainda se lembre destes “bonecos” publicados no já extinto Diário Popular? Com certeza que sim. Pois tomem nota: muitos destes extraordinários cartoons estarão a partir de hoje expostos na Galeria da Casa da Cultura. A abertura é às 21:30 horas. José Ruy foi colega e amigo de Lemos e estará presente para falar dessa amizade.
José de Lemos fez muitas outras coisas sempre ligadas à comunicação ou aos jornais. Foi um generoso contador de histórias para a infância. Escreveu-as e ilustrou-as. Publicou-as em livro e viu-se distinguido com a inclusão destas suas histórias em antologias internacionais.
Este Riso Amarelo que agora se expõe na casarão da cultura, foram crónicas desenhadas e publicadas diariamente no jornal onde trabalhou longos anos. Estas crónicas foram a interpretação crítica dos dias de então. Os ambientes variavam entre casas de família, consultórios médicos, lojas, bares, restaurantes, tascas, esquadras de polícia e as ruas da cidade. Convocou personagens de toda a espécie para verbalizar a crítica: donas de casa, empregados de escritorio, médicos, taberneiros, criados de mesa, putas e gabirus.
O Riso Amarelo foi o sumário do dia. O que acontecia e perturbava, alegrava, ou motivava ira, guiava o lápis de José de Lemos. As histórias penduradas nas paredes desta galeria não têm legendagem. Os diálogos foram excluídos. Cada um pode imaginar a conversa que entender. Fica o rigor da linguagem estética. Desenho único e inconfundível. Estes “bonecos” foram oferecidos pelo artista ao seu amigo Eugénio Fidalgo, proprietário do restaurante Fidalgo, no Bairro Alto. Jantava lá todos os dias. Depois de publicados no Diário Popular, alguns foram parar às paredes desta sua sala de refeições. Mas a maioría é agora exposta pela primeira vez. Estreia expositiva e homenagem a um grande artista.

facebook

quinta-feira, 13 de março de 2014

PASSOS & ALBUQUERQUE - QUINQUILHARIAS | O nosso grande problema não é Passos Coelho e seus arautos acreditarem que só eles sabem fazer contas. Eles não passam de amanuenses do neoliberalismo. O grande problema está em os decisores europeus insistirem na aplicação dessa "verdade" de Passos e companhia. A senhora alemã e os seus amanuenses de Bruxelas é que fazem cumprir a agenda. E não querem saber das nossas vidas para nada. Estão empenhados no empobrecimento dos povos do sul. Nós. Os calões. A irresponsabilidade da direita europeia é histórica — O actual apoio sem reservas à extrema-direita de leste é apenas um pormenor — e a sua atitude é de total desprezo por quem não tem "iniciativa". Adoram os "piquenos" empreendedores que habitam o palco do televisivo Prós e Contras. Para eles a iniciativa pessoal é  aquilo. A apologia do salve-se quem puder. O país não pode pensar nos fracos. A Europa pensa com os mercados.  Essa coisa estranha e sinistra que não tem rosto nem regras. E não há espaço para quem pensa de outra maneira. Esta mentalidade alastra como epidemia. O primeiro-ministro português já deu todos os esclarecimentos nos seus inábeis discursos. Somos números geridos por Passos e Albuquerque, mas inseridos na contabilidade de Merkel. Cavaco Silva é o mordomo desta família conservadora. São todos estes trastes que estão a partir isto tudo.
facebook
FOBIAS | Viriato Soromenho Marques, hoje, no DN: O manifesto propondo a reestruturação da dívida foi conhecido no mesmo dia em que o INE revelava os resultados da política levada a cabo pela troika com a cumplicidade entusiástica deste governo. Como se fosse uma lista de baixas numa guerra, ficámos a saber que o PIB do país recuou ao nível do ano 2000 e o emprego tombou até ao ano de 1996. Em dois anos e meio foram destruídos 328 mil empregos. Tudo isto para combater uma dívida pública bruta excessiva, que, no mesmo período, subiu de 94% para quase 130% (ultrapassando em 15% as precisões da troika)! Este manifesto limita-se a olhar a realidade de frente: o País caminha para o suicídio, e é preciso mudar o rumo. No quadro europeu. Pesando o interesse de Portugal, mas também o interesse comum do projecto europeu, de que muita gente, em Bruxelas e Berlim, parece ter-se esquecido. Perante isso, o primeiro-ministro, e uma escassa legião de escribas auxiliares, acusam os subscritores do manifesto de "pôr em causa o financiamento do país", de "inoportunidade", e, até, de falta de patriotismo. No século xix, dois grandes europeus, Antero de Quental e Nietzsche escreveram, ao mesmo tempo, quase a mesma coisa: o que separa os homens é a maior ou menor capacidade que têm de "suportar" a verdade de que depende a dignidade da vida. A verdade dói, mas a mentira mata. Tenho muito orgulho em ter assinado este manifesto ao lado de Manuela Ferreira Leite, ou Bagão Félix, pois a diferença crucial não é entre esquerda e direita, mas entre a verdade e a mentira. O que une este governo, e o atual diretório europeu, é a ligação umbilical entre o seu poder e a mentira organizada. O país e a Europa só poderão sobreviver se forem resgatados de líderes medíocres, com fobia da verdade.
facebook

quarta-feira, 12 de março de 2014



QUE A VOZ NÃO TE ESMOREÇACompletar mais um ano de vida é motivo para festejar? É.  É sempre bom festejar a vida. É bom andar por cá. Muito bom mesmo. Apesar das terapias que nos injectam uma certa forma de vida. Terapias da provação. Maneiras sofisticadas de nos tolherem movimentos e ambições. Nem todos estamos rendidos aos "inevitáveis" cumprimentos. Nem todos estamos de acordo em pagar dívidas de quem viveu e (se) governou acima das nossas possibilidades. Pobres mas honrados? Não, muito obrigado. Abençoados os que sofrem? Não, nada de encíclicas miserabilistas. Não me contento com a cultura de marmita que nos querem impingir. Hoje vou esquecer o lixo que nos rodeia. Aliás, quase nunca dou por ele. Só quando fede. Frequento os trilhos da curiosidade intelectual que faz avançar o mundo no sentido das coisas depuradas e arrebatadoras. No dia do meu aniversário, dou os parabéns a quem não se cala e exige o melhor. Por isso convoquei o melhor para ilustrar musicalmente este desabafo. Viva a vida da gente. 
[Música: José Afonso. Interpretação visual: Eurico Coelho]


terça-feira, 11 de março de 2014

TECNOLIMPA | É obsessivo. Pelos vistos não perceberam que a merda que fizeram não sai com detergente da loja do chinês. A porcaria está no ar. Torna-o irrespirável. Mas estes empreiteiros da desgraça não se calam. Só falam em saída limpa. Uma vassourada precisavam eles. Para saírem daqui para fora. 
facebook
DE CÓCORAS | Passos receia que passe "mensagem errada aos que confiam no país". Passos só se preocupa com o que os outros pensam. O que os da casa sofrem é problema deles. Desenrasquem-se. Aguentem. Não chateiem. Vão morrer longe.
Notícia: Público
facebook

segunda-feira, 10 de março de 2014

FUTEBÓIS FINANCEIROS | O Estado já tinha assumido a divida de um ex-futebolista a um banco. Agora é a vez de um ex-banqueiro ver anulada uma multa fiscal. Uma bagatela: 1 milhão de euros. Se nós não cumprirmos com as violentas exigências da Autoridade Tributária também ficaremos abrangidos pela bonomia fiscal? Podemos recusar-nos a pagar a próxima prestação contributiva? Pois claro, são coisas diferentes. É o sistema. O sistema bipolar dos pulhas. 
facebook

domingo, 9 de março de 2014

ROTEIROS DA PENÚRIA | O Presidente da República deu em publicar uns roteiros que ilustram o que lhe vai na mente. O seu ilustrado saber económico domina estes manuais para grande contentamento de justiceiros financeiros e afins. Os prefácios são jóias literárias que anunciam a encomenda. A gente lê os resumos publicados na imprensa — há sempre leituras bem mais interessantes para nos ocuparem o tempo — e percebe que tudo se resume a voltarmos a viver como no tempo em que vestir fato de domingo aos domingos era uma festa. Tudo se apronta para o desfile do "pobre mas honrado" ou "pobrete mas alegrete". O direito à dignidade já não é um direito, é um produto. Quem tem dinheiro poderá continuar a fazer tudo como dantes. Quem não tem sempre pode pedir a quem tem. Tem toda a liberdade para isso. E também tem democracia. Basta votar de quatro em quatro anos. E as vantagens continuam: quem for assistido por uma considerável dose de chico-espertismo até pode ir longe. As políticas que Cavaco introduziu no país são um exemplo de desenvolvimento económico pessoal de alguns. Logo a festa vai continuar. Para alguns. Que mais se pode pedir a um político conservador de direita?
facebook

sábado, 8 de março de 2014

MUITO CÁ DE CASA | Hoje comemora-se o Dia Internacional da Mulher. Nós comemoramos o dito falando sobre a Mulher na Literatura. Para tal foram convocadas quatro escritoras, uma editora e uma actriz. É obra. Apareçam.
facebook

sexta-feira, 7 de março de 2014

OBRIGADINHO, Ó CHEFE | Durão fez tudo, mas mesmo tudo o que podia para safar Portugal. A gente acredita. Só que fez tudo o que estava inscrito na agenda do Partido Popular Europeu. E o que está inscrito nessa agenda não interessa nem ao menino Jesus, como se costuma dizer.
Notícia DN
facebook

quinta-feira, 6 de março de 2014

O VENDEDOR DE CINTAS | Parece que não podemos regressar aos altíssimos níveis de vida de 2011. O cidadão Pedro Passos Coelho pediu desculpa aos portugueses pelos cortes do anterior Governo. Cortes incomparavelmente inferiores. Não será a vez de quem votou nestes energúmenos pedir desculpa aos restantes cidadãos?
Notícia Jornal de Negócios
facebook

quarta-feira, 5 de março de 2014

10 | TURISMO: COSTA AZUL E TLVT | Os organismos de turismo preencheram muito a actividade da DDLX. De norte a sul. Destaque para um caso: a região de Setúbal. Fizemos para a Costa Azul e para a TLVT -Turismo de Lisboa e Vale do Tejo folhetos turísticos, cartazes de promoção, brochuras de apresentação gastronómica e de vinhos, anúncios de imprensa para jornais, rádios e televisões. Enfim, participámos na promoção turística e divulgámos a excelência dos seus conteúdos. 
www.ddlx.pt
facebook
9 | GLOSAS | Redesenhámos esta revista. Paginamos de quatro em quatro meses os seus conteúdos. É um trabalho que nos insere em ambientes musicais profundos. Profusamente profundos. E isso é bom.
www.ddlx.pt
facebook
8 | PLANETA MANUSCRITO | Temos colaborado com a editora Ana Maria Pereirinha na concepção de capas para a Planeta Manuscrito. Já vestimos vários textos de autores portugueses. Destaco aqui um raminho de amigos. O Pedro Almeida Vieira, que fixou e anotou (e descobriu) o romance O Estudante de Coimbra, de Guilherme Centazzi, a Alice Brito, com o seu extraordinário As Mulheres da Fonte Nova, a Cristina Carvalho, com o seu Marginal de respeito e o Eduardo Pitta, com o fulgurante Cidade Proibida. Gostámos de trabalhar com vocês. E isto não fica por aqui. 
www.ddlx.pt
facebook
GUERRA E PAZ | O que se está a passar na Ucrânia é duplamente preocupante. Por um lado há um poder que não é de confiança, mas por outro lado a alternativa é um susto. As contendas entre facções está a desafiar poderes mundiais. Americanos e russos de candeias às avessas. Parece um regresso da guerra fria. Mas desta vez sem friagens. A situação está quente. Escaldante. O que aí vem não anima. O que dali pode resultar não é bom para ninguém. O mundo é um sítio muito perigoso.
facebook

terça-feira, 4 de março de 2014

7 | TEATRO O BANDO - DIRECÇÃO GERAL DAS ARTES | Comecei a trabalhar com O Bando no tempo em que os animais falavam. Muito antes da adaptação de Os Bichos, de Miguel Torga. Fiz a imagem de várias peças. Em 2011, já com o capote da DDLX, foi a vez de participarmos com a representação oficial portuguesa na Quadrienal de Praga - Espaço e Design da Performance. João Brites foi o comissário convidado pela Direcção-Geral das Artes. Fizemos o catálogo oficial, postais, brochuras e um saco em lona. Edições em português e inglês. Fizemos os possíveis para que a representação ficasse bem no retrato. Acho que ficou.
www.ddlx.pt
facebook
OS INEFÁVEIS | Fui insultado - muito insultado mesmo -, em privado, por ter comentado a atitude lamentável do inefável Zeca Mendonça. Os amigos dizem que o homem é um grande profissional, uma coisa fora de série. Percebo, amigo é para as ocasiões. Mas insisto no reparo: um homem que, quando "se passa", resolve a coisa a pontapé, deve ser tratado com paninhos quentes? Deve ser proposta homenagem? Eu só o conheço de andar a correr atrás dos líderes. A correria até já lhe valeu uma classificação de Vasco Pulido Valente - o "inefável" é do cronista do Público - e nunca lhe ouvi uma ideia, uma nota sequer que o defina como profissional ou "grande carácter". Vi o que ilustrou os comentários - mais as ditas e ridículas correrias - e acho que, sendo aquilo ainda por cima "em defesa" de uma criatura carregada de carácter como o doutor Relvas, deixa-me esclarecido quanto à vossa definição de carácter. Conversados, inefáveis patifes? 


XUTOS E PONTAPÉS | O inefável Zeca Mendonça, uma espécie de emplastro de Passos Coelho, passou a resolver assuntos incomodativos ao pontapé. Está bem ao nível da estatura intelectual dos dirigentes do partido de que é criado para todo o serviço. Todos os grandes problemas têm solução. Nem que seja a pontapé.
6 | LISNAVE | A Lisnave repara e recupera navios. Nós não. Mas fazemos o trabalho que revela o que se faz por lá. Gostamos de trabalhar na Lisnave.
www.ddlx.pt
facebook

segunda-feira, 3 de março de 2014

ANÁLISES PATÉTICAS, DIZ ELE | E acrescenta que há "comentadores de primeira, comentadores de segunda e aprendizes de comentadores". Tendo em concordar com o doutor Miguel Relvas. Só ainda não percebi em qual destas categorias cabem os seus avisados comentários. Será que exibiu alguma equivalência para exercer como comentador de primeira?!
5 | MUSEU NACIONAL DO AZULEJOPara o Museu do Azulejo fizemos vários catálogos, brochuras e anúncios de imprensa. Destaque para os trabalhos da exposição "De Lisboa para o Mundo", de Françoise Schein e "Tapetes Cerâmicos de Portugal", exposição produzida pelo Museu do Azulejo para Real Fabrica de Tápices, em Madrid. 
www.ddlx.pt
facebook


PANTOMINAS | Gaspar não foi, nem de perto nem de longe, o elemento da troika em exercício no território nacional. O senhor até se sentiu ofendido com a acusação. Tem razão. Quem não se sente não é filho de boa gente. Só agora é que vai trabalhar para o FMI. Provavelmente inscrito em estágio profissional. Este homem ainda vai ser alguém.
facebook

domingo, 2 de março de 2014

A VIDA CONTINUA | Miguel Relvas está de volta e as televisões não se calam com o importante acontecimento. Parece que é hoje, domingo de carnaval, à noite, que o homem vai ser aclamado na sede do seu rentável partido. Regressa à política mas diz que não vai fazer política. Para Relvas a política não é política: é assunto pessoal. Só ele e Passos sabem o que levou o líder a convidá-lo a regressar. O negócio é para continuar. A política para estes políticos de pacotilha é sempre uma etapa de circunstância. O exercício político não dura sempre. A amizade e os negócios são para a vida. 
facebook

sábado, 1 de março de 2014

ALAIN RESNAIS | Morreu um senhor que fazia filmes de uma certa maneira. Uma maneira muita sua a que muita malta da minha geração se habituou a ver de uma certa maneira também. Morreu um cinema em carne e osso, e cabeça e tudo. Muito obrigado, senhor Resnais.
facebook
+