sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

4 | FUNDAÇÃO ARPAD SZENES - VIEIRA DA SILVA | Redesenhámos o logotipo e criámos uma imagem para a fundação. Fizemos catálogos e brochuras, cartazes e postais. Foi bom trabalhar para tão ilustres artistas.
www.ddlx.pt
facebook

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

3 | MUSEU NACIONAL DE ARTE ANTIGA | Para o Museu Nacional de Arte Antiga concebemos catálogos, brochuras, folhetos, mupis, outdors, ambientes expositivos, anúncios de imprensa. Trabalho que nos deu a oportunidade de colaborarmos com o maior museu nacional. Prazer o nosso.
www.ddlx.pt
facebook

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

2 | ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA | Relatório de Gerência da Assembleia da República com design e paginação assegurados por nós. É claro que gostamos de trabalhar com a casa da democracia.
www.ddlx.pt
MUITO CÁ DE CASACristina Carvalho volta a Setúbal para apresentar o seu mais recente livro, Ana de Londres, editado pela Parsifal. Anteriormente veio apresentar uma biografia que escreveu sobre seu pai, António Gedeão, e, mais tarde, Marginal, romance editado pela Planeta. As sessões foram na Casa Da Cultura | Setúbal. Uma escritora mesmo Muito cá de casa, como se vê. Desta vez o encontro é na Culsete. Convidados.
facebook
1 | FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN | É um dos trabalhos de sempre da DDLX. Fazemos a concepção e paginação da newsletter. Mensalmente. É um gosto trabalhar para uma grande instituição cultural europeia.
www.ddlx.pt
facebook

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

10 ANOSHoje completamos dez anos. Comunicamos pela imagem. Fizemos até agora dezenas de folhetos, cartazes, livros, brochuras e muito mais. Fizemos também amigos. Um cliente pode ser um amigo. E somos amigos entre nós. A boa convivência é fundamental. A vontade de estar com o outro é comunicação. Vamos continuar a estar com quem quer trabalhar connosco. Vamos continuar a trabalhar. Nos próximos dias mostraremos aqui trabalhos lançados pelas nossas cabeças e mãos. É a nossa maneira de comemorarmos. Muito obrigado a todos.
www.ddlx.pt
facebook
O REGRESSO DOS HERÓIS | O doutor Miguel Relvas regressou à vida política activa há cerca de 24 horas. Tanto tempo sem uma comunicação? Nem um e-mail, uma mensagem no facebook, um briefing, uma missa? E nós tão ansiosos por regressar ao convívio com o seu bom humor, a sua queda para a música, a sua natural aptidão para a retórica política. Está a desiludir-nos, senhor doutor. Isto está uma monotonia. Apareça, homem!
facebook 

BRIGADA DO REUMÁTICO | Dizem-me que Relvas também está reformado e bem pago. Como agora regressa à política activa, é motivo para agradecermos ao PPD/PSD. Já temos as duas principais figuras do Estado pagas pela Segurança Social. Prestadores de serviços sem remuneração que eles e o seu povo elegeram. Junta-se agora ao rol o novel estratega do partido do Governo. Um topo de "social-democratas" reformados que não acerta uma. Mas o que é que querem? Se estão reformados… Deixá-los. 
facebook 

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

A VIDA NA TERRA | "A vida das pessoas não está melhor mas o país está muito melhor", disse Luís Montenegro, líder parlamentar do partido dito social-democrata. 
Estão a ver?! As pessoas é que estão a mais. Sem gente pelo meio isto estaria a correr muito melhor. Cretino.

facebook 

domingo, 23 de fevereiro de 2014

À PROCURA DA MANHÃ CLARA | José Afonso deixou-nos há 27 anos. Há muito tempo. Demasiado tempo. Mas está sempre tão perto, não é?
facebook 
CIRCO NO COLISEU | Primeiro foi a dúvida: o partido é neoliberal ou social-democrata? É de direita ou de esquerda? De vez em quando ficam sem saber o que são. Recordo um frente-a-frente entre Paula Teixeira da Cruz e Alfredo Barroso, na SIC-N, em que a senhora resolveu dar a novidade: o PSD não é de direita. Mais recentemente foi Paulo Rangel a surpreender Francisco Assis, Fernando Rosas e Constança Cunha e Sá: quem disse que o PSD é de direita? Parece que no inicio do circo no coliseu fizeram um referendo interno (adoram referendos, como se sabe), para perceberem se o "povo" do PSD é de esquerda ou de direita. Ficam assim tontinhos quando os governantes fazem as "inevitabilidades" do costume. Mas a história não confirma esta necessidade de parecerem social-democratas. No Parlamento Europeu ficaram sentados nos banquinhos dos PPs, como é óbvio. E as políticas aplicadas são neoliberais dos pés à cabeça. De resto, se a gente for rever as intervenções circenses fica a perceber que aquilo pode ser o que quiser, mas é sobretudo um circo mesmo. O primeiro-ministro ri a bandeiras despregadas com a intervenção aparvalhada de um ex-autarca das Caldas, agora a figurar em Loures. A primeira fila do congresso diverte-se com a intervenção de Santana da Santa Casa, em delírio contra os críticos do partido. Marcelo catavento salta para o estrado em acção de pré-campanha. Tinha almoçado com o soba da Madeira. Que bom para ele. Estava emocionado, disse. Tretas. Mas eis que rufam os tambores - Miguel Relvas regressa em glória. Ouve-se falar no regresso às origens, à social-democracia. A palhaçada está ao rubro. Esta gente não é de esquerda, nem de direita, nem do centro. É às riscas. É o que for preciso. Social-democrata nunca foi. Um partido sem trambelho gerido por operacionais dos grandes interesses. O resto é conversa mole.
facebook 

sábado, 22 de fevereiro de 2014

EDUARDO PITTA EM SETÚBAL | As sessões Muito Cá de Casa vão desta vez sair de portas. Eduardo Pitta vai encontrar-se com os seus leitores na livraria CULSETE. Esta é uma maneira de diversificarmos a acção da parceria entre a Câmara Municipal de Setúbal - Divisão de Cultura, a CULSETE e a DDLX. Eduardo Pitta já esteve na Casa da Cultura com o seu livro autobiográfico Um Rapaz a Arder. Regressa agora com a reedição do romance Cidade Proibida.
É hoje, na CULSETE, a partir das quatro e meia da tarde.
Estão todos convidados.

facebook 

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

PRAXE EM DIRECTO | Na SIC-N está a passar outra reportagem sobre praxes. O dux Coelho explicou como se devem praxar os portugueses. Os praxados que ali estão aplaudem. Nós não aplaudimos. Repudiamos a coisa e denunciamos a violência infringida. Mas somos praxados na mesma. É o grande problema destas merdas: sofremos as consequências destas praxes por causa da concordância de alguns de nós. Puta que os pariu.
facebook
MEDO | Não lhe chega o chumbo do Tribunal Constitucional e a devolução do Presidente da República. Pelos vistos não desiste. Insiste. Vai "pensar" no assunto. Caríssimos: este rapaz não é simplesmente uma besta quadrada. É perigoso. Um fanático enfurecido.
facebook

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

ALTA POLÍTICA | Venham cá com mais merdas, venham. Tipo: está tudo a correr bem, as expectativas foram ultrapassadas e mais um raio que os parta a todos. Vão gozar com as vossas mãezinhas. Seus pulhas.
Notícia DN
facebook

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014



O QUE É O HOMEM? O QUE É A MALDADE? 
Grande entrevista a José Eduardo Agualusa. A não perder.
MELODIAS DE SEMPRE | Era autenticado com todas as chancelas oficiais regulamentares. Tinha prazo de validade e tudo. Tudo como manda a puta da lei. Tudo como deve ser. Tempos de sossego, em que não era qualquer gabiru que andava por aí de isqueiro na mão. Bons tempos.
Imagem: Hugo Silva
facebook

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

KIEV JÁ ESTA A ARDER | Lisboa, pelo contrário, flutua nas águas frescas e límpidas do sucesso. Todos estamos agradecidos a Vítor Gaspar, Maria João Avillez, António Vitorino e a todo o grupo de "bombeiros" que andam a apagar o fogo que atearam. Tanta gente junta para nos tramar. Oxalá se tramem.
facebook
Mau tempo arrasa casa de Salazar.
Olha que pena. Então e agora já não há museu?
Notícia CM
facebook
A POLÍTICA É PARA OS POLÍTICOS | Geralmente é assim: aparecem uns génios capazes de resolver todos os problemas. Claro que não querem saber da política para nada. Estão acima disso. São os técnicos geniais. Os operadores da realidade. Depois as coisas correm mal, enganam-se, manipulam, e fazem trinta por uma linha, mas a culpa foi de quem insiste na política. Emparelham-se todos ao lado uns dos outros e defendem o estóico regime da contenção e da austeridade. Para os outros, é claro. Eles continuam a opinar, a escrever livros ilegíveis, a largar postas de pescada, a facturar. Gaspar acha insultuoso ser considerado o quarto elemento da troika regedora. Logo ele. O corajoso tecnocrata que fez frente aos algozes estrangeiros. Haja paciência. Cavaco deu início a este sinistro processo. Vitor Gaspar é candidato a novo guru do regime económico apolítico. A política é para os políticos. Nós só fazemos contas. E temos os bobos da imprensa para animar o desfile dos acertos. Não é assim, pedaços de…
facebook

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014


ALÍPIO DE FREITAS | Faz hoje 85 anos. José Afonso soube da sua história e dedicou-lhe esta música. Alípio ouviu a canção na prisão. Mais tarde conheceu Zeca e ficaram amigos. Somos todos teus amigos, Alípio. Um grande abraço de parabéns. Por tudo.
facebook

domingo, 16 de fevereiro de 2014

HOSPITALIDADE | Passos Coelho foi muito bem recebido em Castelo Branco. Como ele merece.
Notícia DN
facebook
UM POUCO MAIS DE AZUL | Reeves publicou este título há mais de três décadas. Foi livro que me impressionou. Foi leitura que me cimentou ideias sobre religião e ciência. É certo que me colocou ainda mais dúvidas. Mas essas fui esclarecendo em leituras posteriores. Continuo nesse tortuoso caminho. O trabalho de Hubert Reeves é notável. Esta entrevista merece uma visita. 
Entrevista no Público
facebook

sábado, 15 de fevereiro de 2014

LUZES DA RIBALTA | Diz que passam a vida a abordá-lo para voltar à ribalta. Afinal o homem só se sente bem em frente às luzes. O anonimato mata-o. O ridículo não. Pobre Nobre.
Notícia: Sol
facebook

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

HUMILHAÇÃO E GLÓRIAViolentas torrentes agridem as ilhas britânicas. Os principezinhos foram dar uma mãozinha. A imprensa apareceu, é claro. Os principezinhos deram o seu melhor. Quem os viu até pensou que estavam mesmo a trabalhar. Aquilo estava mesmo bem montado. Interrogado por um jornalista televisivo sobre a principesca participação na luta contra a intempérie, o herdeiro do trono resolveu responder com extrema elegância: E se viesse para aqui ajudar em vez de andar para aí com a câmera!? Discurso para certa populaça rejubilar.
Na escola de reis ainda não lhe explicaram que quem carrega uma câmera está a trabalhar. Este malcriadão vai ser um dia destes o representante máximo dos britânicos. Homem da câmera incluído. E nem precisa de ir a votos. É a vontade de um deus distraído. Ainda há quem gostasse de ser praxado pela cretinice monárquica.
facebook

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

25 DE ABRIL, UM PRODUTO BEM SUCEDIDO | A senhora presidente da Assembleia quer chaimites engalanadas com cravos para festejar o 25 de Abril. E quer mecenas para pagar a despesa. Propôs Joana Vasconcelos para projectar a coisa. Nada como uma empresária de sucesso para embrulhar um produto bem sucedido. 
Já não há pachorra. Nenhuma. 

facebook

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

NÃO, MUITO OBRIGADO | Anda por aí um grande falatório por causa deste livro. Diz que é uma barrela de muitas páginas. Uma conversa com Gaspar rabiscada por Maria João Avillez. Olha que dois. Dois motivos mais que substantivos para nem passar por lá os óculos.
facebook

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

NÃO ACERTAM UMA | A senhora presidente da Assembleia da República não quer alvoroços no palácio. Resolveu encomendar estudo para que se percebesse como funcionam as coisas em outros lugares. A conclusão deu coisa nenhuma. E claro que vai dar em nada porque felizmente a oposição em peso acha que nada há a rever no acesso dos cidadãos à casa da democracia. Mas regista-se a vontade proibicionista da senhora presidente. O problema é este "inconseguimento": a senhora não consegue viver bem com a democracia. Vive perturbada com a contestação. E pensarmos nós que achámos Assunção Esteves uma boa escolha do partido do governo para aquele lugar. Por mim falo. Confesso que, perante o desastre que foi a proposta inicial do médico da AMI, pensei que esta era a escolha certa. Não acertei. É que esta gente não acerta uma.
facebook
PARA A MENTIRA SER SEGURA… | Parece que já há pressões para que não se saiba o que se passa. Geralmente é assim: começam com pressões e acabam com proibições. O que é preciso é que não se saiba o que está a correr mal, para que pareça que está tudo a correr muito bem. Impostores do pior. 
Notícia Público
facebook

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

O MUNDO É UMA ALDEIA MUITO PERIGOSA | O que se está a passar na Suíça é preocupante e anula aquela ideia de que todos podemos viver alegremente uns ao lado dos outros. Os suíços não querem lá toda a gente. Toda a extrema-direita europeia está em delírio. A direcção da União agregadora já disse que isso é muito feio e que ainda vão parar a um canto ostentando orelhas de burro. É claro que os políticos europeus ainda não perceberam que têm culpas no cartório. Mas adiante. Também na Rússia, a intolerância e o radicalismo troglodita não são excremento exclusivo do penico de Putin. Os russos, na sua maioria, querem a homossexualidade "curada". Por cá, uns jovens sinistros propõem referendos por tudo e por nada no sentido de gerir as vidas de minorias. Um cardeal influente que rejeita a possibilidade de podermos viver alegremente uns ao lado dos outros, apoia os trogloditas. O mundo está a ficar um sítio muito mal influenciado. E perigoso.
facebook

domingo, 9 de fevereiro de 2014


FISCO LAVA MAIS BRANCO | O secretário de Estado anunciou com enlevo como a coisa funciona: pedes factura e habilitas-te a ganhar um fantástico automóvel. O homem tem jeito. Fala do passatempo como se fosse uma solução encantadora. E tem entusiasmados candidatos ao prémio. O inefável Zé Gomes da SIC-N correu logo para o seu monitor de serviço para dar cor ao evento: tudo o que se fizer é bem vindo. Já não há qualquer dúvida: somos governados por competentes vendedores de banha da cobra, coadjuvados por pantomineiros de feira. Acontece nas situações dramáticas. Há sempre o lado caricato do desespero. O ridículo não mata. Mas mói. 
facebook

sábado, 8 de fevereiro de 2014


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

JOSÉ RUY | começou por tirar o curso de desenhador litógrafo, na António Arroio. Estreou-se nos desenhos para impressão gráfica aos nove anos, no suplemento A Abelha, da revista Colecção de Aventuras. Publicou a sua primeira história aos quadrinhos com catorze anos. Nunca mais parou. O Papagaio recebeu os seus primeiros traços a sério. Depois, outros desenhos foram povoando as mais diversas edições impressas. Fez capas de livros, ilustrações de novelas e as famosas histórias aos quadradinhos. 
Trabalhou para o Mosquito, O Gafanhoto, O Camarada, Cavaleiro Andante, Jornal da BD, Tintin, Spirou, selecções BD, Mundo Feminino, Almanaque Alentejano, Almanaque do Algarve, Humanidade, Selecções de Mecânica Popular, Mama Suma, Diário de Notícias, entre muitos outros.
Tem publicados dezenas de trabalhos de banda desenhada. Deu a conhecer histórias da História de Portugal e do Mundo. É um incansável divulgador desta actividade, percorrendo escolas e organismos culturais. Também experimentou a realização de documentários, sendo esta uma actividade paralela ao trabalho que desenvolve, igualmente raiada de autenticidade comunicacional. Comunicar é o ofício de José Ruy. Escolheu os desenhos para o fazer. Os desenhos são a sua voz.
A exposição abre amanhã, sábado, às cinco e meia da tarde, e vai ficar nas paredes da Casa até ao dia 11 de Março. Convidados.

JOSÉ RUY | FERNÃO MENDES PINTO E A SUA PEREGRINAÇÃO - BD
CASA DA CULTURA | SETÚBAL
8 FEVEREIRO | 11 MARÇO
facebook

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

LAMBUMZEM-SE DE OBEDIÊNCIA | Alice Brito está sem paciência para as praxes. Está como eu.
Ler artigo
facebook
ÚLTIMA HORA | Parece que Cavaco esclareceu que aprecia muito Miró como pintor. E eu a pensar que o homem era mais bolos. Com profundo conhecimento e investigação na mastigação do exclusivo e sofisticado bolo-rei. Um especialista em muitas áreas, é o que é.
facebook
SOPA DE NÚMEROS | O caminho foi traçado com precisão. O desfecho era previsível. O optimismo de Passos e Cavaco é compreensível. A receita está a funcionar em pleno. O desemprego baixou. Os portugueses responderam aos apelos do primeiro-ministro: uns emigraram e outros deixaram de ser piegas. Deixaram de procurar emprego. Desistiram. Estão instaladas as condições para a boa prática da caridade. Excelente. É tão bom haver pobrezinhos. Também muitos reformados deixaram de receber as reformas. Deixaram de viver. É a vida. Os números responderam. Os números portam-se tão bem. E os barómetros reagiram. Tudo está a correr a contento. Que mais se pode pedir a um governo neoliberal? 
facebook
PRESIDENTE DE TODOS OS REFORMADOS? NEM POR ISSO | Os reformados do Banco de Portugal não vão em cantigas governamentais. Não se misturam com a ralé. Cavaco Silva vai receber com juros a prestação que aufere - e que tinha sido tolhida, como a todos os reformados - relativa ao seu prestimoso contributo na intocável instituição bancária. Pode ser que assim a reforma lhe dê para as despesas. Cavaco optou pela reforma, prescindindo assim do ordenado de Presidente. É certo que as reformas somadas deixam a remuneração presidencial ensombrada. Mas o que importa é dar o exemplo. É bom termos um presidente que coloca a moralidade acima de tudo, prescindindo do ordenado pago por todos nós. 
facebook

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

JOSÉ RUY EM SETÚBAL | É a grande referência da Banda Desenhada em Portugal. Começou na "idade da pedra" das artes gráficas. Hoje domina o digital com superlativo rigor. Esta exposição antecipa a publicação da 4ª edição da BD FERNÃO MENDES PINTO E A SUA PEREGRINAÇÃO, e comemora os 400 anos da edição da obra de Fernão Mendes Pinto. José Ruy vai estar na Casa da Cultura e vai explicar como tudo começou. Imperdível.
facebook

MIRÓ E O ASELHA | O homem já demonstrou que não pesca nada de assunto nenhum e que só se quer aguentar no lugar. Agora caiu-lhe no colo uma catrefa de quadros de Miró. A criatura sabe lá o que fazer àquilo? Deixem-no andar de um lado para o outro, conduzido pelo motorista destacado para o aturar, mas deixem lá o resto. Os restos do BPN são assunto financeiro. Aliás, para a direita a cultura é sempre assunto financeiro.
facebook

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

COMUNICAR SEMPREEsta geringonça faz hoje dez anos. Durante muito tempo não foi permitido comunicar nada de jeito cá no burgo. Foi quase meio século de bico fechado. De há dez anos para cá surgiu esta facilidade em nos encontrarmos e em comunicarmos na hora. Será o oito e o oitenta? Acho estranho que haja por aí quem se queixe da excessiva exposição e da perda de privacidade. Só se expõe em excesso quem quer. Ninguém sabe o que eu faço quando não estou aqui. Só os meus amigos que se encontram comigo e aparecem por cá sabem quem é a minha família e percebem os meus defeitos maiores (toda a gente os tem). Não entendo as queixas de falta de privacidade e o caraças. Gosto desta ferramenta de comunicação. Dá-me gozo opinar a torto e a direito e receber as opiniões de quem comigo aqui convive. Até já faço disto oficina. Parabéns, Facebook.
facebook
PRÓ E CONTRA O QUÊ | Confesso que fiquei confuso com o debate de ontem no Prós e Contras sobre a briosa actividade praxista. 
Fernanda Câncio ainda leu umas passagens do regulamento. A coisa envergonhava. Mas parece que aquilo não é respeitado. Afinal as praxes violentas e humilhantes não existem. Afinal tudo acontece para ajudar quem chega à universidade. Percebeu-se que os jovens da claque aprovadora dão milho aos pombos e ensinam a tabuada aos colegas mais novos. As imagens mostradas no documentário inicial são pura ficção. E mais: apesar da bondade das praxes, os praxados podem sair das actividades caso não aguentem a humilhação, perdão, a ajuda dos colegas mais velhos. A praxe é mesmo uma coisa muito boa para a juventude. Podem limpar as mãos à parede.
facebook

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

PRÓS E CONTRAS | Este cartaz é para ajudar duas amigas minhas que vão estar hoje no Prós e Contras - RTP. Parece que está convocada uma concentração de imbecis pró-praxe lá para a porta do local onde a coisa se vai dar. Será para "praxarem" os convidados ou a jornalista Fátima Campos Ferreira? Ou será que vão dar as "saudáveis" boas-vindas?
facebook

PHILIP SEYMOUR HOFFMAN | Assim de repente lembro-me do papelão que criou para recordar Truman Capote. E lembro-me de Magnolia e de O Grande Lebowski. Mas as fitas foram muitas mais. Um excelente actor. Homenagem. Notícia Público.
facebook
INSUSTENTÁVEL LEVEZA… | Ainda haverá quem defenda a praxe como ritual de integração? O que os seus defensores dizem nas sucessivas reportagens sobre a ignominia é tão ignóbil, que coloca outra questão: a tão apregoada geração de ouro, a geração mais preparada de sempre que andamos a lamentar ter de sair do rectângulo para se governar, é a da fornada que aparece muito contente por ser humilhada, ou é a que resiste e dá a cara contra a humilhação? É que se é a da fornada "praxada" com gosto… vá andando. Gente muito contentinha por ser ofendida já cá há em excesso. Vão pela sombra. 
facebook

domingo, 2 de fevereiro de 2014

O MEDO E A ESTUPIDEZ | Nuno Saraiva foi corrigido pelo líder da juventude troglodita. Aprofundou a coisa e percebeu que não é de imbecilidade que falamos quando falamos das atitudes desta tropa fandanga: falamos sim de monstruosidades. Hugo da JSD é o que é. No CDS/PP queriam que a malta saísse da escola mais cedo. Parece que agora um outro deputado do partido de Passos Coelho alertou para um atropelo grave: a natalidade é escassa devido à emancipação da mulher. Que tal um referendo para corrigir essa maçada? E não seria melhor recuperar a escravatura para acabar com a boa vida dos desempregados? Um referendo poderia ser a solução. Estupidez? Imbecilidade? Nada disso. Esta gente é sinistra. Sonham com uma sociedade que os assista sem regras. Anseiam pela prática da caridade como maneira de alcançarem o céu. O céu dos pardais, que é barriga dos gatos. Tudo isto é um grande susto: eles são deputados e legislam. Podem chegar a governantes. Já chegaram. Quando eu era rapaz sabem o que se chamava a esta rapaziada? Filhos da puta. Agora, como crescemos e aprendemos umas coisas, tendemos em chamar-lhes apenas imbecis e assim. É simpático, mas eles são piores que isso. É certo que parecem trogloditas, mas são é filhos da puta. Assim, com todas as letras. E é bom que nos assustemos. O que está em preparação é assustador. Temos que contrariar os filhos da puta. Sempre.
Ler a crónica de Nuno Saraiva no DN.
facebook

sábado, 1 de fevereiro de 2014

+