quinta-feira, 31 de outubro de 2013

TRANCAS NAS PORTAS | Paulo Portas calçou botinhas de lã para falar do desmantelamento do Estado Social. O cinismo elevado ao seu mais esdrúxulo estado. A opção ideológica é clara. Tudo é feito às claras. Sem pingo de vergonha. A ideia é entregar tudo a grandes empresários privados e aos bancos culpados pela crise. Desandem daqui para fora. Já não dá para aguentar tanta pulhice. Porra para isto. Pulhas!
facebook

quarta-feira, 30 de outubro de 2013


O TIO ESTÁ DISPONÍVEL? | O governo Passos/Portas é tão activo nas trapalhadas que até Santana Lopes já parece um estadista. Fala-se cada vez mais na sua candidatura a Belém. Olhem que até podia ser giro. Amava que tal acontecesse, ok? Uma notícia podre de gira todos os dias era cá uma alegria para a populaça. Digo eu, sei lá...
facebook

terça-feira, 29 de outubro de 2013

ASSUNÇÃO E GLÓRIA | A ministra dos assuntos caninos e afins voltou cheia de genica. A senhora ministra não quer que nenhum português tenha bicheza em excesso em casa. Concordo. Acho bem que a tutela se preocupe com as nossas opções pessoais. Quem gosta de bichos que emigre. Já viram o que é uma casa com mais do que dois cães, ou três gatos, ou com uma ou duas jibóias, ou com cinco ratos da Índia, ou mesmo com dois jacarés bebés? Aqui manda a trupe de Passos Coelho. Por falar nisso: e nada de mais do que um coelho de estimação. Espero que a legislação proposta por Cristas preveja a limitação de toda a bicharada da arca. Um casalinho de cada e já gozam. Noé agradece. 
facebook
PORTAS NA BERLINDA | Paulo Portas parece querer seguir os passos do seu colega Machete. Porta-se como elefante recém nascido em loja de cristais. Agora saiu-se com esta. Temos no ministério dos negócios com o exterior um desastre, mas parece que o vice de Passos também para lá caminha. Vivemos caminhos muito arriscados. E desastrados.
facebook
O PRINCÍPIO E O FIM | Portas anuncia o anúncio. Está mesmo, mesmo quase a anunciar a saída de Portugal da recessão. Esqueceram-se de dizer ao vice de Passos que continuam a ficar pessoas desempregadas todos os dias. E que todos os dias há empresas a fechar portas. Portas ignora estes atropelos ao auto-elogio. Portas tem que fingir que é graças à sua acção no Governo que estas coisas maravilhosas acontecem. Portas está em recessão intelectual. Está a ficar praticamente um asno. 
facebook

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

CONVERSA DE SACRISTIAPolicarpo foi chefe máximo da Igreja Católica cá na paróquia. Mesmo nesse tempo, nunca escondeu opiniões pouco solidárias com os que carregam o fardo da austeridade. Agora, retirado dos salões do poder eclesiástico, mas instalado em mordomias nada austeras, resolveu defender o programa da troika que instala o povo cristão no desespero. Entra na política pela porta da direita dos privilégios. Não destoa de uma igreja que o actual Papa não aprecia. Mas é a igreja dele. A política do caminho único assenta-lhe como uma luva. Provavelmente quer outra vida.Talvez capelão do Banco Central Europeu. Ou mesmo da Troika completa. Não lhe faltaria serviço. Com o mal que fazem a populações inteiras, bem precisam de conforto espiritual permanente e competente. Já que competência não é conta do rosário dos troika-tintas.
facebook

domingo, 27 de outubro de 2013


WALK ON THE WILD SIDE | Ouvi isto até gastar a agulha da geringonça sonora. Lou Reed não fará mais músicas, mas as que fez ficam com a malta. E isso é muito. Muito obrigado, senhor Reed.
facebook

sábado, 26 de outubro de 2013


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

MUITO CÁ DE CASA | As sessões Muito cá de casa vão abrir a temporada em 15 de novembro. Manuel Bola - que em outras representações responde por Carlos Rodrigues -, vai ser o primeiro convidado. A primeira bola a sair do saco é uma publicação de poemas seus, que inicia um novo tipo de edições de uma nova etiqueta: Muito cá de casa | DDLX. Bola já publicou anteriormente o saboroso livro de poemas "Sem amor". Agora volta à experiência com o belíssimo "Poemas ao soar da manhã". Estes poemas viverão lado-a-lado com uma proposta estética que estou a desenvolver.
A Casa da Cultura | Setúbal receberá os apreciadores do conhecido actor. Em breve serão todos convidados. Não tropecem. Até já.

facebook

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

VALEU! | Na dedicatória que escreveu no meu exemplar do seu livro PAPEL A MAIS, Manuel Medeiros diz a linhas tantas: "Valeu a pena, penso que estaremos os dois de acordo". Recordo-o aqui com emoção e faço dessa constatação cartaz de agradecimento. Já sentimos a tua falta, Manuel.
facebook

quarta-feira, 23 de outubro de 2013


MANUEL MEDEIROS | Morreu o livreiro Manuel Medeiros. Para quem estava por perto a notícia não é estranha, mas é sempre uma triste notícia. Dói como uma má surpresa. 
Em uma ilha dos Açores, nasceu há mais de setenta anos um rapaz muito curioso. Uma vez pegou num livro e ficou fascinado. Nunca mais deixou de procurar outros exemplares daquele magnífico objecto. Estudou, escreveu, viveu, resistiu aos tempos difíceis, divulgou os livros da sua alegria pelos outros. Toda a vida fez isso. A livraria que dirigiu na cidade de Setúbal tornou-se um lugar mítico. Um sítio onde se vai aprender convivendo com os autores. Esta morte apanha a livraria em comemoração dos 40 anos. Manuel contribuiu até ao fim para a festa com o seu saber.
Muito triste, esta partida. Muito obrigado por tudo, querido amigo.

facebook

terça-feira, 22 de outubro de 2013

ANAFADOS E MALCRIADOS | Medina Carreira e Alexandre Soares dos Santos em grande delírio na TVI 24. O empresário que paga impostos na Holanda para se safar melhor, fala em responsabilidade e sacrifícios. O que estes dois estarolas defendem é inacreditável. A argumentação é de um nível baixíssimo. Confrangedor. O fim do debate político é defendido às claras. Sem decoro. Judite de Sousa tenta confrontá-los com alguma razoabilidade. Reduzem-na a nada. Tratam-na por filha. Um nojo de gente.
facebook

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

SE A MORTE FOSSE INTERESSEIRA | Este filho da puta morreu em Roma aos 100 anos. A cidade não o quer lá sepultado. Na sua terra natal já foi dito que tralha nazi já têm que baste. O energúmeno pediu ao advogado que o defendeu que revelasse, após a sua morte, que nunca se arrependeu do seu trabalho de exterminador implacável. O criminoso matou mais de trezentas pessoas. Nada poderá servir de castigo a um morto. Mas ninguém fica ilibado pela morte. Um filho da puta é filho da puta até morrer. E mesmo depois de morto.
facebook

domingo, 20 de outubro de 2013

LOJA DO ORÇAMENTO | O partido do governo tem a governar os seus piores. Até Marques Mendes já está com um pé dentro outro fora da loja. Diz Mendes que o orçamento "é tipo merceeiro". Já Cavaco, mais cauteloso, avisa que vai olhar bem para aquilo, e, só depois de perceber os perigos dos eventuais chumbos é que manda ou não a lista da mercearia para o Tribunal Constitucional. Maior cinismo é impossível. Estas decisões são comunicadas às claras. Sem vergonha. O merceeiro de Belém está com medo de não ter condições para abrir a loja. A loja está um nojo e o gerente quer varrer tudo para debaixo do tapete da entrada. São assim geridas as mercearias instaladas na grande superfície do neoliberalismo.
facebook

sábado, 19 de outubro de 2013

OS AMIGOS E AS OCASIÕES | Qualquer país que preze a democracia tem na Constituição pilar de consagração das regras de funcionamento. Qualquer país que preze o bom funcionamento das instituições preza a sua Constituição. Não se percebe portanto o que passou pela cabeça dos homens de Durão Barroso. Os representantes em Lisboa do ex-líder do PPD/PSD juntaram a sua voz à voz do actual líder e resolveram insinuar culpas do Tribunal Constitucional na resolução dos problemas nacionais, caso existam mais chumbos. Ora, acontece que os reparos que o Tribunal tem feito seriam feitos por qualquer tribunal de qualquer país com uma Constituição minimamente civilizada, ao contrário do que insinua o inefável Marco António Costa. Os apelos a uma revisão são manobra de diversão. As atitudes destes governantes e seus apoiantes são delinquência.
facebook 

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

VERGONHA PRECISA-SE | Independentemente da interpretação que se tenha do Orçamento de Estado para 2014, uma coisa é certa: vai afectar drasticamente a vida de todos os que vivemos do nosso trabalho. E reforça a miséria já instalada com os escandalosos cortes nos apoios sociais. Mas provavelmente tudo isto depende da interpretação que se tenha da crise e do apoio externo. Lembram-se quando o Presidente da República falava em limites para os sacrifícios? Não foi há muito tempo. Era outro o governo. E era outra a interpretação de Cavaco. Mas dava-nos jeito que tivesse um pouco de vergonha na cara. Afinal, o homem ainda é o mais alto magistrado da Nação. Infelizmente.
facebook

quinta-feira, 17 de outubro de 2013


PRÉMIO FERNANDO NAMORAJosé Eduardo Agualusa vence prémio com o livro Teoria Geral do Esquecimento. Parabéns, Zé Eduardo.
facebook 

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

A FORMIGA E O ELEFANTE | O presidente de Angola já leu o sermão: acabou a parceria com Portugal. Fê-lo com ar triunfalista e moralista. É claro que tudo isto foi motivado pelas declarações de Machete, que se portou como elefante em loja de porcelanas, apesar de não passar politicamente de uma formiga. É o chamado tiro no pé. Mas um diplomata tem obrigação de conhecer estes enleios. Machete agora só tem a obrigação de ir para casa. Já basta o que basta.
facebook 

terça-feira, 15 de outubro de 2013

OS CROCODILOS NÃO CHORAM | O que se passou em Lampedusa não é fenómeno de circunstância. Quem arrisca a vida por um futuro que se veja tem vida negra.  Os políticos responsáveis pela Europa andam numa roda viva. José Manuel Barroso foi chorar no local. Emocionou-se. Caixões com crianças dentro não o deixaram indiferente. Mas agora há que resolver o problema. Como? Varrendo o problema para debaixo do tapete. Há que impedir os que querem uma vida melhor de perturbarem os que ainda têm uma.
A atitude do poder é uma vergonha para os políticos que o exercem.
A solidariedade, em tempos tão apregoada, é hoje chão que deu uvas. Ponhamos as barbas de molho. Os senhores do mundo só pensam em varrer-nos para debaixo do tapete. Não contamos para as suas contas. Os próximos náufragos seremos nós. Seremos?
facebook 

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

O SEMPRE-EM-PÉ | Portas tentou vender a ideia de que havia excessivo dramatismo quando se falava nos cortes nas pensões de sobrevivência. Atirou várias vezes à cara da oposição com essa impertinência. Denunciou assim as primeiras vontades. Parecia uma criança a disfarçar um erro, e ao invés de se calar, não consegue falar de outra coisa. Se foi como ele disse, para que deixou que a corda se estendesse tanto? Não podia ter dito antes o que hoje disse? É claro que foi o intenso debate que se instalou na sociedade civil que evitou o pior. Paulo Portas pensa que nos convence com aquela verborreia arrogante. Deve pensar que somos todos parvos.
facebook 

sábado, 12 de outubro de 2013

AMADA ALICE | Escreve contos. O comité que atribui o Prémio Nobel rendeu-se aos encantos da sua desempoeirada escrita. Não há nada a mais nas histórias de Alice Munro. Nem a menos. A densidade da grande literatura envolve-nos página a página. Amada Vida, o livro que a Relógio D'Água - sua editora em terras lusas - recentemente editou, trata da vida de gente que viveu no período logo a seguir à guerra,  em meados do século passado. Há bocado, portanto.
Fiquei muito contente com esta escolha. Agora vou ali passar os óculos pelo livro. E procurar os outros todos por cá publicados. Ler e reler Alice Munro é um grande prazer. Quem ainda não conhece o que esta bonita mulher de oitenta e dois anos escreve, corra a procurar os livros. Vão esgotar. Felizmente.
Não é também para isso que serve o Prémio Nobel da Literatura?

facebook 

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

PARTICULARIDADES | Dona Lagarde está preocupada com Portugal. Este país tem uma "dificuldade particular". Coisa só nossa. Originalidade lusa. Então não é que esta terra atreve-se a ter uma constituição? E um tribunal mariola que não percebe que o mundo não tem que estar sujeito a democracias e merdas do género?
Como diria o funcionário da senhora Lagarde em Portugal - o inefável senhor Coelho -, o Tribunal Constitucional dá emprego a alguém? Mas o senhor Coelho é apenas um amanuense. O problema maior está nesta senhora e noutras senhoras e senhores do mundo. A falta de vergonha atinge as instâncias que gerem o mundo financeiro, que é o mundo que lhes interessa. A política acabou. As pessoas que se lixem.
Portugal e o mundo estão bem tramados com esta gente que já não tem vergonha de nada.
facebook 

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

TEATRO DA CORNUCÓPIA | 40 ANOS | Há elites que nos estimulam. São as elites que não se rendem ao percurso da manada. Luís Miguel Cintra e o grupo de teatro que dirige são, há quarenta anos, esforçados combatentes pelo conhecimento e pela ousadia de pensar. Grandes actores. Boa gente. Hoje a sociedade que está a ser construída por quem não quer saber disto para nada, despreza-os. É contra isso que nós os celebramos. Fazem falta. Estamos fartos de "formatos". Parabéns, camaradas.
facebook 
POSSO DIZER A FRASE? | Parecia um concurso, um programa de entretenimento. Só faltou entrar um humorista/surpresa, com umas cenas divertidas, para dar àquilo um ar de talk show menos chato. As perguntas existiram, mas toda a gente sabia a regra - não há reacção de quem pergunta à resposta do actor em cena. É assim uma espécie de teatro à la carte. Logo, o actor tem tudo estudado à partida. Diz o que lhe dá na gana, sem responder coisa nenhuma. O PCP tem razão em protestar. Assistimos a campanha eleitoral pura, em horário nobre, mas em modo programa da manhã. Até Rui Machete iria ali fazer boa figura. O profissional de serviço referiu a elegância dos perguntadores. Foi mais um disfarce na farsa. Elegância não é aquela coisa. Mas percebe-se: era o papel dele. O formato existe em vários pontos do mundo, disseram os que sabem bem o que se faz por esse mundo da ligeireza. Seja. O mundo está minado de programas televisivos disparatados. Foi só mais um.
facebook

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

INTERMINTÊNCIAS | Rita Melo é a próxima artista a expôr na Casa da Cultura, em Setúbal. O seu trabalho merece toda a atenção. Marquem na agenda. Apareçam.
facebook
INSUSTENTÁVEL LEVEZA | Machete diz que anda aí um ataque contra a sua pessoa. Uma autêntica perseguição. Assassinato político. Querem destruí-lo. Alguém lhe devia dizer que o pessoal não quer saber da vida dele nem da sua pessoa para nada. E o primeiro-ministro devia lembrar ao senhor Machete que é ministro dos negócios estrangeiros, e não um socialite odiado por "dá cá aquela palha". E depois devia mandá-lo para casa. Só isso.
facebook

terça-feira, 8 de outubro de 2013

NÃO HAVIA NECESSIDADE | Há quem argumente que Rui Machete não precisava nada de fazer estas figuras. Estava bem, era um senador, uma reserva moral do PPD/PSD - Reserva moral, leram bem. Quem assim pensa, pensa que a política é uma reserva onde uns certos caçadores vão praticar os seus esfaimados dotes de predadores. Nada mais certo. Rui Machete é um predador. Caçou sem saber pegar na arma. Aviou o cartuxo à tripa-forra. Logo, é um fraco exemplo de reserva moral. A política é para ele um electrodoméstico que lhe permite os maiores manjares. Leram bem - a política. Sim, porque de democracia não faz sentido falar. Machete utilizaria o que fosse preciso para se safar. Machete é o exemplo acabado do verdadeiro reaccionário. Come sem olhar para o lado. É por isso que agora se tramou. Oxalá se perceba finalmente quem é este inenarrável senador.
facebook

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

AS PALAVRAS E O VENTO | Mota Soares, o ministro do partido de Portas, muito solidário e amigo dos pobrezinhos, sobre os cortes nas pensões de sobrevivência diz: "é a introdução de uma condição de recursos". Vivemos num tempo inculto em que as palavras já não são o que eram. Os actos nada têm a ver com o que é dito. E o que é dito só serve para nos tramar. Anda um palavreado no ar que incomoda. Tudo o que vem desta gente incomoda. E revolta.
facebook

domingo, 6 de outubro de 2013

A POLÍTICA DOS APOLÍTICOS | Passos segura Machete, dizem os jornais. O ministro dos negócios estrangeiros pede desculpa a outro país pelo comportamento da Justiça do seu, e o primeiro-ministro acha que se tratou apenas de uma "expressão infeliz". Sabemos que este governo está minado de expressões e atitudes infelizes. Deitar para trás das costas os disparates de um ministro que nos representa fora de portas é coisa pouca para um primeiro-ministro que parece permitir aos seus colaboradores comportamentos de amanuense. Tudo parece estar no seu lugar: Passos Coelho não passa de um amanuense da senhora alemã. 
facebook

sábado, 5 de outubro de 2013


sexta-feira, 4 de outubro de 2013


PASSEIO MATINAL | Hoje, ao fazer o meu habitual passeio matinal pelos trilhos do facebook, percebi que tinha "amigos" apreciadores em simultâneo de uma qualquer coisa chamada de Causa Real e de um lamentável mural que responde por Estado Novo. Com amigos destes a gente nem precisa de inimigos. Porcarias não. Já foram corridos, como é óbvio. Chama-se higiene intelectual, acho eu.
facebook

quarta-feira, 2 de outubro de 2013


UM CÍRCULO DE CULTURA E RESISTÊNCIA | É sabido. O regime suprimia as liberdades individuais. Não permitia convívios e debates que o incomodassem. 
A cidade de Setúbal nunca conviveu com a resignação. O Clube de Campismo e o Centro de Estudos Humanisticos reagiam ao marasmo repressor. Ali convivia quem não pactuava com a ditadura. O Círculo Cultural de Setúbal surge em 1969 com a intenção de agrupar gente interessada no debate de ideias, num tempo em que as ideias eram reprimidas. A curiosidade intelectual motivou os frequentadores do discreto segundo andar da avenida 5 de Outubro. Gente em busca do conhecimento percebeu que aqui poderia ouvir falar de outra música, de outro cinema, de outros livros. Salas a abarrotar. Uma outra cultura apontava caminhos.
facebook
IDEOLOGIA | Obama acusa a direita do partido republicano de aplicar a intolerância ideológica. As ideologias existem e manifestam-se. Normal. A direita mais troglodita manifesta-se sempre nas ocasiões em que as populações são mais assistidas. Obama quer que todos tenham acesso à saúde. Ideologicamente vai contra os princípios da direita. Tudo deve ser pago. Quem não tem dinheiro... desenrasque-se. Cada um por si. Ainda me lembro das investidas da direita portuguesa contra certas conquistas possíveis depois de 1974. Chamavam-lhe "luxos ideológicos". O ideal era ter ficado tudo como estava. Sem "luxos". É a direita no seu melhor. Troglodita, pois.
facebook

terça-feira, 1 de outubro de 2013

CULSETE FAZ HOJE QUARENTA ANOS | Parabéns. 
+