terça-feira, 31 de maio de 2011

CAMPANHA SOFT | A campanha eleitoral em curso tem revelado total inutilidade. Não se discute o importante. Só o acessório é tratado como assunto de fundo. Os partidos do arco da governação (deve ser coisa para desfilar nas marchas dos santinhos), só aludem ao que os desune. O que os une (decisões da troika) não é chamado à colação. Os ex-Presidentes já se queixaram da ligeireza. O País irá queixar-se muito em breve.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

TANTA ALEGRIA ENTRISTECE | Ainda faltam cinco dias. E ainda há quem se divirta em campanhas eleitorais. A situação não está para festejos, mas é ver a malta de bandeiras ao alto e em gritarias de meter medo. E dó. A política não é isto. Pelo menos eu não a encaro envolvida nesta algazarra. Não há pachorra. E ainda faltam cinco dias.

domingo, 29 de maio de 2011

HUMOR NEGRO | Sem Catroga e Leite de Campos, a campanha eleitoral fica menos colorida. Pode, no entanto, acontecer que ainda venham a colorir (passe o humor negro) um próximo governo.
Manuel António Pina, Jornal de Notícias

sábado, 28 de maio de 2011

sexta-feira, 27 de maio de 2011



REFEITÓRIO
| Comezaina fornecida por Nicolas Lemonnier.
Clique na imagem para a ampliar.

OBRA | A capa da edição impressa do Liberation revela uma fotografia que mostra a obra do monstro a quem foi retirada a liberdade. Chocante. Mas há coisas que não se devem esquecer.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

INTERRUPÇÃO VOLUNTÁRIA | A procissão já saiu do adro, deu a volta à praça e voltou à sacristia. Ensaia-se o regresso ao passado. Já não pensam em mais nada. E pensam em tudo.

quarta-feira, 25 de maio de 2011



VALE O QUE VALE | Já lá vai o tempo em que todos os políticos se referiam às sondagens com um "valem o que valem", como se valessem pouco. Depois perceberam que afinal não era dando pouca importância à coisa que a estratégia ganhadora se impunha. Passaram a ficar reféns das ditas. Agora as sondagens são diárias. Há boas novas para todos os gostos. Como os resultados estão assegurados, provavelmente todas as forças políticas vão declarar vitória no dia 5 de junho. Querem apostar?
OUTROS ASSEIOS | Afinal ninguém gosta de ser incomodado no seu pedaço. Os militantes da JCP ainda usam a técnica de propaganda que consiste em besuntar de tinta tudo o que os rodeia. Acham que esta é uma forma normalíssima de exprimirem opiniões. Um grupo de estudantes, muito bem comportadinhos, reagiu. Foram, como é natural, colocados à margem e impedidos de se manifestarem em todo o seu esplendor. A liberdade de expressão tem limites, é claro. Estas atitudes em outras forças políticas são um mal insuportável. Mas quando nos tocam à porta... despreza que é fascista. Há quem não aprenda mesmo nada.

terça-feira, 24 de maio de 2011



RECEITUÁRIO
| Clique na imagem para a ampliar.

segunda-feira, 23 de maio de 2011



RECEITUÁRIO | Siza desenha os seus projectos antes de os passar para layouts mais definitivos. Deve ser assim como convencer-se a si próprio da eficácia do que projecta. Os desenhos, tanto os que faz para arquitectar, como os que esboçam peças de design, são magníficos. João Esteves de Oliveira vai agora mostrar na sua galeria os esboços do mestre. Estamos perante uma curiosa e importante exposição. Quem não tem curiosidade em perceber como tudo começa?

João Esteves de Oliveira
Galeria de Arte Moderna e Contemporânea
Rua Ivens, 38 - Baixa-Chiado. Lisboa

domingo, 22 de maio de 2011

O DEBATE | Em política sempre se deu importância ao debate por ser esta a forma mais eficaz de se exporem ideias. Mas agora as coisas já não são bem assim. É moda aliar competição a tudo o que mexe. As regras que nos encaminham nos dias de hoje assim o decidem. Toda a gente se preocupa em perceber quem usou os melhores truques para "ganhar" um debate político. É mais ou menos como se os dois senhores que estão ali na nossa frente estivessem a jogar a bisca. Para ajudar ao espírito desportivo até assistimos a manifestações de claques à entrada do ringue onde decorre a jornada. Falando a sério: do debate apenas se percebeu que a tão apregoada estabilidade para vencer a crise vai ser beliscada não tarda. Seja qual for o resultado do campeonato que finaliza no próximo dia 5. Afinal ainda há por aí muita ideologia. E da boa. Daquela que não permite entendimentos. Sorte a nossa.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

quinta-feira, 19 de maio de 2011

CULTURA NA BERLINDA | Passos Coelho e Francisco José Viegas acham que a cultura não precisa de ministério. Mário Soares e Manuel Maria Carrilho acham que não senhor: o desaparecimento do ministério é certidão de óbito. O PSD meteu a cultura na berlinda. O caminho está traçado. O enterro será entretanto anunciado.

quarta-feira, 18 de maio de 2011



FUMO SEM FOGO? | Dominique Strauss-Khan caiu na esparrela? Bem, se assim é muito mais gente irá cair. Provavelmente não restará "classe política Francesa". Seja lá isso o que for.

segunda-feira, 16 de maio de 2011



SONS CONTEMPORÂNEOS | Digam lá se não é um luxo ter um ministro com esta consistência musical. Música não nos vai faltar.

sábado, 14 de maio de 2011



REFEITÓRIO | Comezaina fornecida por Nicolas Lemonnier.
Clique na imagem para a ampliar.

sexta-feira, 13 de maio de 2011



PRÉMIO CAMÕES
| Eis uma excelente notícia. Manuel António Pina é o premiado deste ano. Merecido.

quinta-feira, 12 de maio de 2011





RECEITUÁRIO
| A decorrer até domingo aqui.

quarta-feira, 11 de maio de 2011



AJUDA EXTERNA | Eduardo Lourenço estranha despreocupação. Partilho. Caiu-nos um pedregulho em cima e nós continuamos como se nada fosse. Isto não vai ser uma festa.
E o fim da festa já foi.


No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.
Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 10 de maio de 2011



ABERTURA | Diz que os cubanos já podem dar grandes passeios por esse mundo fora. Se tiverem fundos, é claro. A féria é fraca. Não dá para luxos aéreos. Os responsáveis políticos devem ter contado com isso quando proclamaram esta autorização. Não se imagina que os dirigentes da revolução queiram estragar o povo cubano com mimos, deixando-o à solta por aí. O povo é como a Maria Nabiça, tudo o que vê cobiça.

segunda-feira, 9 de maio de 2011



MAL AGRADECIDOS | Este senhor não é lider de nenhuma extrema-direita a operar nas terras de sua magestade. É mesmo o ministro das finanças inglês. Está relutante em mandar para cá umas massas. Há por aí alguma câmara municipal disponível para fazer um vídeo ou um folheto para lhe fazer ver as coisas? E andámos nós a ensiná-los a beber chá. Perda de tempo...


Este vídeo é uma merda. Confesso que inicialmente também achei graça à coisa, mas depois de observar com atenção, concluí que não passa de uma pepineira ignorante e medíocre. Arigato é uma palavra portuguesa? Inventámos a tempura? E que importância teria isso para a parada de glórias? Mourinho e Ronaldo são os únicos grandes trunfos de Portugal? E os prémios Nobel e Pritzker? E a malta que é aplaudida na música, nas artes plásticas, no design, na ciência. Que lamechice idiota. que parvoíce de filme.
E que tal considerar a sugestão do José Simões do Der Terrorist?

domingo, 8 de maio de 2011

PINA - Dance, dance, otherwise we are lost - International Trailer from neueroadmovies on Vimeo.

Wim Wenders realizou. Estreia dia 12 por cá. Para ver, ouvir e sentir.

sábado, 7 de maio de 2011



REFEITÓRIO | Comezaina fornecida por Nicolas Lemonnier.
Clique na imagem para a ampliar.

sexta-feira, 6 de maio de 2011



TAKE ONE
| O primeiro debate eleitoral não surpreendeu. Jerónimo levou a cassete do costume. Portas levou a edição 2010 do Borda d'Água. Falou-se em agricultura, mas também em monopólios da razão, da seriedade, da grande amizade ao povo português. Não há pachorra.


BOAS NOTÍCIAS | Um dos senhores da troika, Poul Thomsen, o famoso mister blue eyes, diz que a retoma em Portugal deverá começar a notar-se na primeira metade de 2013. Há décadas que espero por esta anunciação. Fico contente e acredito no presságio. O senhor do FMI não é nenhum troika-tintas.

quinta-feira, 5 de maio de 2011



PROGRAMA DE GOVERNO | A troika ditou as regras. Ficou acordado que são para cumprir e garantido que vai haver vigilância apertada. O neo-liberalismo vem aí à força e em força. Não há alternativa a esta alternativa. As próximas eleições são uma inutilidade. Não vale a pena apresentarem programas de governo. Não servem para nada. Pela primeira vez em democracia vamos eleger os políticos apenas por simpatia pessoal ou pela cor política. Ou pela linda cor de olhos.

O BANANA CASOU COM A MAGANA
| Dizem-me que foi assim que muitos irlandeses viram a cerimónia que decorreu em Londres. Os penetras foram aos milhões. O casório foi frequentado em todo o mundo por gente ávida de grandeza e opulência. Em Portugal até parecia que tinha sido restabelecida a monarquia. Nada disso - foi só a vontade de muitos portugueses se meterem na vida dos outros.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

OSAMA E OBAMA | Um mandou matar milhares de infiéis por esse mundo fora. O outro mandou matar o matador. Depois vieram as piedosas almas chorosas. Que o homem estava desarmado, que assim não vale, foi à traição e mais não sei o quê. Os que assim falaram foram os mesmos que se apressaram em arranjar umas desculpas para o ataque às torres em Nova Iorque: que sim, que foi mau, mas... Este "mas" foi um autêntico programa político. Nunca estas almas piedosas se interrogaram sobre a ausência de armas nas mãos dos que morreram por vontade de Osama. Mas agora choram a traição ao criminoso, como se para ele existissem regras de espécie alguma. Não festejo a morte de ninguém, mas há mortes que me incomodam menos do que outras.
FILHA REBELDE | Os sobrinhos de um energúmeno resolveram tentar salvar a "honra" do seu ente querido. Processam todos os envolvidos numa peça de teatro que trata da vida do dito. A obra literária em causa baseia-se na fuga da filha de Silva Pais (pide dos grados), para Cuba, onde foi muito feliz junto dos dirigentes da Revolução. Triste democracia esta, onde os que contam as suas histórias são julgados como criminosos.
REGRESSO | Promessa não cumprida. Antecipei o meu regresso. Saudades de dizer coisas. Muito obrigado pelas mensagens de preocupação e apreço. Até já.
+