terça-feira, 16 de janeiro de 2018

DOLORES O'RIORDAN | Era a voz dos The Cranberries. Morreu com 46 anos. Inesquecível. A ouvir. Sempre. 
facebook
CAFÉ COM LIVROS | No próximo sábado vamos tomar café e alimentar corpo e mente no Café da Casa. Fernando Cabral Martins vai falar de Fernando Pessoa, mas também da sua obra pessoal. O seu excelente A Flor Fatal vai para a mesa. Mas o Dicionário que sabe tudo sobre Pessoa também. É sábado, por volta das cinco da tarde. Quem faltar não sabe o que perde. 
facebook

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

DESILUSÃO | Os votantes do PPD/PSD não quiseram diversão e entretenimento. O candidato escolhido defende que tudo deve dar lucro. Quem quer cultura, saúde, educação e outras ninharias dessa estripe que as pague. Se, em vez de Passos, tivesse sido ele a ajustar, a procissão desse ajustamento ainda não teria saído do adro. Imaginá-lo em primeiro-ministro é pior do que ter o Toy a cantar o "parabéns" em festa de aniversário. Ou Santana a dirigir violinos em homenagem a Chopin. Foi o que os votantes do PPD/PSD puderam arranjar. Bem podiam limpar as mãos à parede.
facebook

sábado, 13 de janeiro de 2018


A HISTÓRIA DO MUNDO | Ficou esclarecido: a História do mundo é a história local. São as transformações sociais, as revoluções e as pessoas nos sítios onde vivem que fazem as histórias da História. Falámos com pessoas que investigam e fazem os registos dos acontecimentos. O trabalho de Francisco Borba e Albérico Afonso Costa é precioso. Falámos do trabalho feito e do que está por fazer. Eles vão fazê-lo. Bem, como habitualmente, que é para depois voltarmos a falar. E nós só temos que lhes agradecer. 
As fotografias são do Fernando Pinho

facebook

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018


MOMENTOS DE FELICIDADE | Bom fim-de-semana. E boas leituras.
facebook

HISTÓRIA E PATRIMÓNIO MUITO CÁ DE CASA | É hoje que vamos conversar com Francisco Borba e Albérico Afonso Costa sobre história local e outras coisas. É preciso olhar para o património com olhos de ver e cabeça esclarecida. Vamos estar em mais um Muito cá de casa, na Casa Da Cultura | Setúbal. Até já.
facebook

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

A SEBENTA DOS DESENHOS | A Sebenta do diabo vai ser exposta na Abysmo galeria. A exposição dura menos de um fósforo. Instantânea. É Lord Mantraste quem faz os desenhos. Lord Mantraste será o primeiro ilustrador a expôr individualmente no espaço ilustração da Festa da Ilustração - Setúbal, na Casa Da Cultura | Setúbal. É em fevereiro. Mas, para já, vamos à Rua da Horta Seca, em Lisboa, mesmo ali perto do Largo Camões, nesta quinta-feira, 11, a partir das 19 horas. A sebenta do diabo tem muito para mostrar.
facebook

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

CASA D'AVENIDA. SETÚBAL. 6 DE JANEIRO

terça-feira, 9 de janeiro de 2018


2018 - ANO EUROPEU DO PATRIMÓNIO | Este ano que agora começa a gatinhar tem o Património Cultural inscrito na agenda. Vamos assistir a ousadas interpretações e acesas discussões, espero. Para abrirmos o ano em consonância com a proposta, inscrevemos na agenda Muito cá de casa, na Casa Da Cultura | Setúbal, duas sessões sobre história local e vamos defender a ideia de que a história local é fundamental para se perceber a História do mundo. A grande História tem de perceber a história dos lugares. As pessoas fazem a história nos sítios por onde passam. Edificam os locais de abrigo, culto, convívio. Constroem património. Os historiadores percebem todos esses trajectos e passam-nos a informação. Eu acho que é assim, mas nada melhor do que ir perguntar a quem sabe. Os participantes são: Albérico Afonso Costa AlhoFrancisco BorbaDiogo Ferreira e João Santos. Gente que sabe do que fala. Vamos conversar. As sessões estão anunciadas nos cartazes aí em cima com dias e horas para a inscrição nas agendas. Apareçam.
facebook

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

DO RISO E DO CHORO | O livro revela o óbvio: o actual presidente dos EUA é um idiota. O idiota reage. Não se revê no retrato, como é óbvio. E lança a fasquia para o inimaginável - revela ele próprio sobre si próprio que é um génio. E pronto. Tudo confirmado. Só nos resta o riso, o choro ou chorar a rir. 
facebook

domingo, 7 de janeiro de 2018


EXPLICAÇÃO DO POEMA | Foi tudo muito bom. Foi mesmo bom e bonito. Boa comida, bom convívio, boas leituras e excelente música. Isto tudo graças à vontade e talento de gente como José AnjosJoão Paulo CotrimAntónio De Castro Caeiro e Carlos Barretto. Este café da Casa da Avenida é já ponto de encontro para quem vive ou vai aparecendo na cidade. A próxima sessão é dia 20 com o escritor Fernando Cabral Martins. Até lá
facebook
VULCANO | E pronto. A exposição de Maria Leonardo abriu e está à disposição dos vossos exigentes olhares até ao fim do mês de janeiro. Bom motivo para uma deslocação à Casa Da Cultura | Setúbal. Até já.
Fotografias da abertura por Fernando Pinho

facebook

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

VULCANO | A exposição de Maria Leonardo abre já no próximo sábado, às 19 horas. Trata-se de uma surpreendente revelação "científica". Há muita coisa estranha a acontecer na galeria da Casa Da Cultura | Setúbal. A não perder.
facebook

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

FUGIRAM DE CASA DE SEUS PAIS | Nada a observar. Era suposto avançarem na vida como pessoas porreiras. Rebeldes. Acontece que se encontraram uns com os outros e estragaram tudo. Isto é muito pouco observável. De fugir dali, de facto.
facebook

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

CONTEMPORÂNEOS DO IMPOSSÍVEL | No próximo sábado, dia 6, vamos ter poesia e música no café da Casa da Avenida. O livro a apresentar foi escrito por José AnjosAntónio De Castro Caeiro e João Paulo Cotrim vão dizer umas coisas. Carlos Barretto vai musicar a cena. Já agora: tudo isto coincide com o encerramento da minha exposição na galeria. Estamos também perante a finissage de Teófilo - O Truque do Mel. Apontem na agenda: próximo sábado, dia seis, às cinco da tarde. Até lá.
facebook

sábado, 30 de dezembro de 2017

ATÉ JÁ | De maneira que é isto. Fiquem bem.
facebook

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

DO INSULTO COMO ARGUMENTO | Parece que uma petição assinada por mais de nove mil almas vai ser discutida no parlamento. 
O texto acusa Mário Soares de violentas maldades e trata-o como "fulano". A ideia expressa no documento pretende impedir que um novo aeroporto tenha o nome do antigo Presidente da República. Sinceramente não entendo como se leva a sério esta truculência. 
Uma missiva assinada por nove mil criaturas sem maneiras que credibilidade tem?
Fonte Expresso
facebook

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

PROGRAMA POLÍTICO | Do centro-direita ao centro-esquerda. Do centro-esquerda ao centro-direita. De cima para baixo. De baixo para cima. De um lado para o outro. É assim mais ou menos. Assim e assado.
Fonte Expresso
facebook

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

SEM PACHORRA | Anna Muzychuk vai perder títulos e honrarias. É barra no xadrez mas não está para aturar madurezas. Recusa-se a usar a indomentária imposta pelos regimes autoritários que tratam as mulheres como adornos. “Tudo isto é irritante, mas o mais perturbador é que quase ninguém se preocupa”, diz. Pois, é isso mesmo.
facebook
Fonte Observador

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

PLANETA VULCANO NA GALERIA DA CASA | Vulcano é uma viagem de descoberta do planeta Vulcano, uma vez uma hipótese plausível no nosso sistema solar. 
Imagens e filme capturados na Ilha Vulcano na Sicília.
VULCANO é a primeira exposição de 2018 na galeria da Casa Da Cultura | SetúbalMaria Leonardo Cabrita é a artista convidada. Um ambiente inventado a partir de uma realidade assim recriada. Uma exposição de fotografia que é também instalação. A não perder. Abre dia 6 às 19 horas e fica por cá até ao fim de janeiro. Apareçam.
facebook

sábado, 23 de dezembro de 2017

O QUE HÁ EM MIM É SOBRETUDO CANSAÇO
O que há em mim é sobretudo cansaço
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.


A subtileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto alguém.
Essas coisas todas -
Essas e o que faz falta nelas eternamente -;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço, cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo, íssimo,
Cansaço...
Poesias de Álvaro de Campos | Obras de Fernando Pessoa | 9/10/1934
facebook

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

DA PORRADA COMO ATITUDE | O presidente do PP espanhol e, já agora, o rei, pelo silêncio cúmplice e pela pouca habilidade política revelada, foram os grandes perdedores das eleições na Catalunha. As criaturinhas de Deus acharam que era a mandar polícias para o terreno que as coisas se resolviam. A solução, pelo menos onde a democracia está em exercício, é sempre política. E mesmo onde a democracia não está nos manuais políticos, a solução é sempre política porque é a política que permite negociações e entendimentos. A grande chatice é que o PP e o rei, ao perceberem mal o problema, não o resolveram. Agravaram-no. Não é à porrada que se resolve o que quer que seja. Porrada traz mais porrada. 
Pintura de Antoni Tàpiés

facebook

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

A BESTA | "O Presidente vai acompanhar esta votação de perto e pediu-me que o informe sobre todos aqueles que votarem contra nós."
Disse a representante do idiota que se senta na sala oval. Foi na ONU. É claro que Trump iria sempre saber quem vota e quem não vota na imbecilidade americana. O que está aqui em causa é o tom de ameaça. Já não disfarça. É completamente despudorado. O dono do mundo em pleno exercício das suas funções. Um idiota detém um poder que põe tudo em perigo. 

Fonte Expresso
facebook

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

BD no BANuno Saraiva lança Zé Inocêncio - As Aventuras Extra Ordinárias dum Falo Barato em reedição revista e aumentada. 
Vai ser na TASCA MASTAI, o Bar-livraria do Bairro Alto especializado em Banda Desenhada e Ilustração. Fica ali à esquina, no número 14 A, da Rua da Rosa.
Quinta-feira, dia 21 de Dezembro. 19 horas.
Faltar é mau.

facebook

terça-feira, 19 de dezembro de 2017


CONTO DE NATAL | O PPD/PSD vai escolher entre a fome e a vontade de comer. Entre um embezerrado agora convencido de que é senador e um patusco que se considera detentor de toda a razão. As ideias que defendem não interessam nem ao menino Jesus. São crentes, é certo. Acreditam no bem contra o mal. E têm a sua noção do que isso é. Eles são os bonzinhos. Os maus são os outros: os que não alinham com eles, os que não crêem. Mas são tão bonzinhos que até concordam em ouvir toda a gente para decidirem sobre os direitos de cada um. Uns santos na terra. Tão santinhos que parecem uns anjos. Ou parvos, vá. Mas não são nada disso. São só dois militantes de um partido de direita que querem voltar a impor as ideias manhosas do seu partido. Se alguma coisa correr mal, arriscamo-nos a ter um deles como primeiro-ministro. Ninguém diga que está bem.
Fonte Observador
facebook

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

TALVEZ A COISA TOME UM JEITO | Lula lidera as intenções. O fascista Bolsonaro está em segundo lugar na disputa. Estes perigos começam a ser um hábito. Veremos como se porta a justiça naquele país onde a justiça parece não existir. Assim de repente só me apetece dizer: Força Lula. O Brasil já não aguenta tanta injustiça. Talvez aquela terra tome um jeito.
Fonte Público
facebook

domingo, 17 de dezembro de 2017

A FESTA | António Mega Ferreira está a conversar com Maria João Seixas e José Pedro Serra no programa Raízes, na RTP2. Tema: EXPO'98, A Festa. Imperdível.
facebook

sábado, 16 de dezembro de 2017

JOSÉ LUÍS PEIXOTO | Foi inesquecível, este encontro com José Luís Peixoto. Inesquecível e divertido. O escritor reafirmou aqui os seus dotes de comunicador cobertos por uma simpatia fora do comum. Foi bom estar na Casa Da Cultura | Setúbal, nesta última sessão Muito cá de casa de 2017. Muito obrigado, Jose Luis Peixoto. Haverá repetição.
As fotografias mostram bem o interesse que este convívio nos forneceu e são, como habitualmente, do Fernando Pinho.

facebook

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

PESSOA EM PRÉMIO | Merecido e aplaudido. De pé. Parabéns, Manuel.
Fonte Expresso
facebook

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

MUITO CÁ DE CASA | Com organização conjunta DDLX Design Comunicação Lisboa / Município de Setúbal - Divisão de Cultura, esta iniciativa pretende trazer os autores ao convívio com o público. Foram muitos os que já responderam à chamada. Muitos dos mais representativos autores nacionais e até um estrangeiro — Vitor Ramil — passaram este ano pela Casa Da Cultura | Setúbal. Eis o desfile: João Gobern, António Oliveira e Castro, José Brandão, Alberto Lopes, João de Azevedo, Vitor Ramil, Inês Magalhães MotaAlfredo BarrosoAlice BritoAlbérico Afonso Costa, Fernando Rosas, Sérgio Godinho, Luís OsórioHelena LebreCláudia Marques Santos, António Araújo, João Paulo CotrimBruno PortelaIrene Pimentel e agora, para finalizar 2017, Jose Luis PeixotoRosa Azevedo apresentou a maior parte das obras em destaque, mas Pedro Soares também colaborou. Colaboração ainda do jornal Sem Mais, na divulgação, do restaurante A Casa do Peixe - Setúbal, no apoio gastronómico e da livraria Culsete no fornecimento dos livros. As fotografias que aqui se exibem devem-se à colaboração do Fernando Pinho. Muito importante também a presença de muita gente com vontade de participar. É para as pessoas que querem participar que trabalhamos. Muito obrigado a toda a gente. É muito provável que a saga continue no próximo ano. Até breve.
facebook

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

PROSAS NO CAFÉ | Depois da segunda apresentação, no Porto, na próxima quinta-feira, por Sobrinho Simões, as Prosas Bíblicas apresentam-se em Setúbal. Será na segunda edição das Conversas de Café, na Casa da Avenida, e aqui a leitura deste trabalho de Maria Sofia Magalhães está a cargo do poeta Fernando Pinto do Amaral. O Paulo Curto Baptista vai dar às cordas da guitarra em projecto inédito. É no próximo sábado. Até lá.
facebook
+